João manda recado para os filiados aflitos sobre futuro no PSB, em 2020: “Paciência”

O governador da Paraíba João Azevêdo (PSB) aconselhou, durante entrevista ao programa Rádio Verdade, na tarde desta quinta-feira (24), os prefeitos e vereadores de seu partido, que nutrem a expectativa por um desfecho no impasse do PSB paraibano com vistas às eleições 2020, a terem paciência, todavia adiantou que até dezembro desse ano anunciará um desfecho para seu destino partidário. Segundo João, nesse momento é preciso ter compreensão do cenário e da necessidade de alguns pontos que culminaram na dissolução da sigla serem esclarecidos.

“Paciência. É importante entender que o prazo para se definir alguma coisa nessa área se estende até abril. É evidente que não vamos esperar esse tempo todo para tomar uma decisão com relação a essa questão partidária e política. Até o final do ano estaremos efetivamente definindo essa questão”, disse.

João ainda reforçou que quem criou o problema no partido é que deve buscar uma solução. Ele disse ainda que a possibilidade de se desfiliar do PSB existe e está entre as alternativas que podem ser tomadas.

“Eu volto a dizer, essa questão partidária tem que ser tratada internamente pelo partido, quem gerou o problema que resolva, e caso não haja condição de permanência, não terei problema nenhum com relação a colocar minha posição de mudar de agremiação. Não é isso que eu estou definindo, não é isso que estou anunciando. Eu estou dizendo que até o final do ano nós teremos duas alternativas, ou ficar no partido, ou sair do partido, não existe outra alternativa”, avisou.

E arrematou: “Essa insegurança que tem hoje para todos os filiados do partido foi provocada exatamente por essa forma antidemocrática com que foi tratada essa questão (a dissolução)”.

 

Márcia Dias

PB Agora