Jogadores do Bayern se revoltam com arbitragem contra o Real

Vidal foi expulso no final do tempo regulamentar

Vidal foi expulso no final do tempo regulamentar (Foto: Michael Dalder/Reuters)

Os jogadores do Bayern de Munique ficaram revoltados com a arbitragem do húngaro Viktor Kassai na derrota na prorrogação por 4 a 2 para o Real Madrid, em jogo que garantiu a equipe espanhola na semifinal da Liga dos Campeões.

As principais reclamações são relacionadas à expulsão de Arturo Vidal, que recebeu seu segundo amarelo em um lance que não foi  falta, e ao segundo e ao terceiro gol do Real, ambos de Cristiano Ronaldo em posição de impedimento.

Catalães detonam vitória do Real: ‘Assalto épico’

“O árbitro nos prejudicou muito e deixou impossível para a gente jogar com 10. Não foi para cartão vermelho, além dos impedimentos. Não um, mas dois (impedimentos)”, afirmou Lewandowski após a partida. O polonês continuou: “é frustrante porque você está tão perto da próxima rodada e não se trata do que aconteceu em campo”.

O meio-campista Thiago Alcántara seguiu a mesma linha do seu companheiro de Bayern.

“Queremos simplesmente árbitros competentes, é preciso colocar gente de nível. A expulsão é… não me sai nem a palavra, não é para amarelo, não é nem para falta. Nos irrita que nos invalidem jogadas válidas e, com eles, as jogadas inválidas sejam validadas”, disse Thiago à rádio Cadena Ser.

O francês Franck Ribéry utilizou o Instagram para ironizar o árbitro. Em postagem já apagada, o meia escreveu: “um ano de trabalho. Obrigado árbitro. Bravo”. A legenda foi acompanhada pelas imagens abaixo, mostrando os lances em que Cristiano Ronaldo marcou impedido.

Band