José Maranhão pede desculpas a eleitores da PB por ter pedido voto para Dilma

maranhão senadoO senador José Maranhão (PMDB) pediu desculpas aos eleitores da Paraíba por ter votado e pedido voto para a presidente Dilma Rousseff. A declaração foi dada durante o discurso do parlamentar na sessão da votação de impeachment, na tarde desta quarta-feira (11). A sessão vai votar a admissibilidade do processo de impedimento da presidente da República.

“Eu tenho ouvido muitos argumentos de que é golpe se cassar um mandato de uma presidente legitimamente eleita. Eu sou insuspeito para isto porque votei no primeiro e no segundo turno em Dilma Rousseff. É bem verdade que todos que votamos estamos tristes. Porque não se vota em um candidato sem confiar nele. Depois de tudo que houve não posso dizer outra coisa, mas peço desculpa para os eleitores da Paraíba que me ouviram e sufragaram o nome de Dilma Rousseff”, afirmou.

O senador declarou seu voto favorável à admissibilidade do processo e afirmou que analisou todos os lados da denúncia até chegar à sua decisão.

“Analisei cuidadosamente a defesa, acusação e o relatório do senador Antônio Anastasia. Dessa análise, conclui que há indícios suficientes que caracterizam a justa causa para o processo de impeachment. (…) eu quero aqui sem maiores considerações, dizer que apoio o parecer do senador Anastásia e a forma como ele colocou as questões sobre quais estamos sendo chamados”, disse.

Por fim, o parlamentar falou de uma política econômica que não deu certo, lembrou dos desempregados e disse que o povo está clamando por mudanças.

“São quase 12 milhões de desempregados. Os sistemas de saúde e educação começam a se desorganizar de uma forma que incomoda muito a população, que está na rua clamando por mudanças e que certamente tem a consciência social do que está acontecendo. Pode ate não saber de ciência política, de ciências econômicas, mas está sentindo os efeitos mais gravosos desta crise e legitimamente é esta população que tem o direito de clamar por mudanças na vida econômica, social e, sobretudo, na vida política brasileira. Com essas considerações eu quero afirmar aqui mais uma vez que voto pelo prosseguimento do processo de impeachment”, finalizou.

Lira antecipa voto

O senador paraibano Raimundo Lira (PMDB) abriu mão de usar a tribuna do Senado para discutir a votação do parecer da Comissão Especial do Impeachment pelo plenário, nesta quarta-feira. Contudo, ele se pronunciou em suas redes sociais, onde antecipou o seu voto. ” Vou votar sim, pela admissibilidade do impeachment”, informou.

Lira explicou o fato de não ter votado na comissão. “Quero informar à opinião pública do meu Estado e do meu País, que não votei no encerramento da Comissão do Impeachment, porque na qualidade de presidente eu era impedido pelo regimento. Só poderia votar se houvesse empate. Mas como a votação foi cinco a quinze eu não pude votar. Agora, hoje, na sessão de admissibilidade do impeachment, eu vou votar como senador”, falou.

Portal Correio