Jovem é achado morto ao lado de bilhete com acusação de ‘tarado de criança’ em João Pessoa

Bilhete foi deixado ao lado do corpo da vítima de homicídio em Mandacaru’ (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Um jovem de 19 anos foi morto a tiros na frente da casa em que morava no bairro de Mandacaru, em João Pessoa, na manhã desta segunda-feira (9). De acordo com a Polícia Militar, a vítima estava morando em outro estado e havia voltado à Paraíba há três meses.

O homicídio foi registrado por volta das 9h24, na comunidade Jardim Mangueira. Segundo a PM, moradores da região acionaram a polícia após ouvirem tiros. Ao chegar no local, a polícia encontrou a vítima caída.

Ao lado do corpo, os policiais encontraram um bilhete escrito à mão, com as frases “tarado de criança tem vei não (sic). O certo é o certo e o errado é cobrado. Passo mal”. O papel foi apreendido pela polícia e o caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.

Segundo a delegada Maria das Dores, não há informações acerca de antecedentes criminais da vítima. “Até o momento não recebemos nenhum relato sobre o jovem estar envolvido com nenhum caso de abuso sexual, principalmente com crianças. É importante destacar que estes bilhetes as vezes são escritos para confundir a investigação então não podemos tomar nenhuma conclusão com base nisso”, explica.

A PM chegou a realizar rondas pela região, mas até as 12h, ninguém foi preso. Segundo a delegada, os moradores não souberam informar se a vítima teve algum conflito com outra pessoa recentemente, nem como aconteceu o crime.

Homem é assassinado em João Pessoa e polícia encontra bilhete ao lado do corpoHomem é assassinado em João Pessoa e polícia encontra bilhete ao lado do corpo
 Caso semelhante

Este é o segundo caso registrado de homicídio em que um bilhete com acusações de estupro é encontrado ao lado do corpo da vítima em João Pessoa. No dia 2 de outubro, um homem de 30 anos foi achado morto com os pés e mãos amarrados em um matagal no bairro de Gramame. Do lado do corpo, foi achado um bilhete com as palavras “estuprador” e “tarado”, mas a esposa da vítima e vizinhos disseram à PM que ele nunca teve nenhum tipo de envolvimento com crimes.

Bilhete tachando a vítima de 'estuprador' e 'tarado' foi encontrado ao lado do corpo. Família e vizinhos dizem que ele não era envolvido com crimes, nem drogas e tratava os enteados bem (Foto: Walter Paparazzo/G1)Bilhete tachando a vítima de 'estuprador' e 'tarado' foi encontrado ao lado do corpo. Família e vizinhos dizem que ele não era envolvido com crimes, nem drogas e tratava os enteados bem (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Bilhete tachando a vítima de ‘estuprador’ e ‘tarado’ foi encontrado ao lado do corpo. Família e vizinhos dizem que ele não era envolvido com crimes, nem drogas e tratava os enteados bem (Foto: Walter Paparazzo/G1)

G1