Julian Lemos critica postura do Conselho Estadual dos Direitos Humano: “Mostra que são alinhados aos criminosos e não com os humanos direitos”

Julian Lemos critica postura do Conselho Estadual dos Direitos Humano: “Mostra que são alinhados aos criminosos e não com os humanos direitos”

O deputado federal, Julian Lemos (PSL) foi mais um parlamentar a se manifestar contrário à nota emitida, nesse fim de semana, pelo Conselho Estadual dos Direitos Humanos sobre a ação da polícia da Paraíba, que culminou com a morte de oito bandidos assassinados durante confronto com a PM, na última terça-feira (2), em Barra de São Miguel.

Em contato com o Blog do Anderson Soares, nesta segunda-feira (8), Lemos se indignou com a posição intransigente dos Direitos Humanos na defesa dos criminosos. Segundo o deputado, é inadmissível o conselho emitir uma nota para tratar do assunto sem sequer mencionar o caso do policial morto durante o confronto.

“Não sei se até o dia de hoje vi algo tão sem credibilidade como o Conselho dos direitos humanos. Ter o descaramento de emitir nota contra a ação que matou oito criminosos sem dar uma única palavra a favor do policial assassinado é no mínimo mostrar o quanto tais direitos humanos são alinhados com os criminosos e não com os humanos direitos.

Julian Lemos usou a nota dos Direitos Humanos para referendar o argumento de que o conselho atua de forma ideológica na defesa de bandidos em detrimento do cidadão de bem. Ele prestou solidariedade ao polícias, que mostraram de forma profissional e didática que o crime não pode prevalecer.

“Direitos humanos não existe para os homens de bem desse país, essa entidade ideológica serve apenas para defender os interesses dos criminosos nada mais que isso, mais uma vez presto meu apoio aos policiais que de modo profissional, proporcional e didático mostraram que ainda existem esperança de que o crime não prevaleça”, concluiu.

Blog do Anderson Soares