Justiça condena manifestante preso com coquetel molotov - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Justiça condena manifestante preso com coquetel molotov

RIO – Rafael Braga Vieira, de 26 anos, foi condenado anteontem a cinco anos de prisão, em regime fechado. No dia 20 de junho, ele foi preso com dois coquetéis molotov durante um protesto ocorrido no Centro do Rio.

 

A decisão, tomada em primeira instância pela 32ª Vara Criminal, leva em conta o fato de que Rafael é reincidente, tendo já sido condenado duas vezes por roubo. Em sua sentença, o juiz responsável pelo caso estabeleceu a pena em quatro anos, por porte ilegal de arma, além de dez dias-multa. Como Rafael já havia sido condenado anteriormente, a punição subiu para mais um ano.

 

O juiz citou o risco que a posse de “material incendiário” representou para milhares de pessoas reunidas pacificamente, na manifestação do dia 20 de junho, para “reivindicar melhorias dos serviços públicos”. “Fixo o regime fechado para o cumprimento da pena, em razão da reicindência e por entender este julgador ser o regime adequado para garantir o caráter repressivo e preventivo”, escreveu o magistrado.

 

Rafael é um de quatro manifestantes que continuam presos após os protestos que ocorreram na cidade este ano. Além dele, está detido Jair Seixas Rodrigues, conhecido como Baiano. O Tribunal de Justiça não soube informar se Rafael é o primeiro manifestante a ser condenado. Ele se encontra na Casa de Custódia Cotrim Neto, em Japeri.

 

O Globo