Lampard acha solução no banco e Chelsea vence Ajax em Amsterdã

Ajax e Chelsea fizeram um jogo um pouco aquém do esperado, mas, após 0 a 0 morno na primeira parte, os Blues melhoraram com as entradas de Pulisic e Batshuayi e o belga acabou marcando o gol da vitória londrina em Amsterdã, por 1 a 0.  Os Blues chegam a seis pontos e igualam a pontuação dos holandeses, na liderança do grupo H da Liga dos Campeões. Lille e Valencia jogam mais tarde para tentar encostar.

Prometia mais O Chelsea, com variação de posicionamento (ora linha de três na defesa, ora quatro) e muita juventude no ataque, jogava aberto contra um Ajax que não fugia ao DNA ofensivo do clube. A Johan Cruijff Arena parecia ter um jogo que honrava o nome.  O primeiro a assustar com mais contundência foi o time inglês.

Mason Mount fez grande jogada na ponta canhota, cortou a marcação e bateu forte, de direita, no canto. Onana espalmou. Zyech tentou a resposta do outro lado, mas errou feio no arremate.  Um arremate também errado de Zyech quase deu certo de uma outra forma. A bola desviou na defesa e Promes apareceu na segunda trave para empurrar para dentro. Só que O VAR acabou anulando o lance por impedimento de Promes.

O primeiro tempo, apesar de ter começado promissor, ficou devendo gol, e um futebol mais eficiente. Apesar das características dos times, e até da postura dos mesmos, a partida acabou tendo poucas chances na primeira parte, com um inevitável 0 a 0 no placar.  Vitória vem do banco Uma das chaves de um jogo pouco criativo era a pouca participação de Van de Beek de um lado, e Willian do outro.

O brasileiro acabou substituído, e os londrinos melhoraram. A partida, enfim, ficou mais emocionante, com trabalho para os goleiros.  Álvarez quase abriu o placar para os holandeses aproveitando cobrança de escanteio da direita. O desvio de cabeça pegou na trave. Na sequência da jogada, Blind mandou arremate de perna direita e Kepa fez a defesa sem soltar a bola.

Pulisic e Batshuayi, as novidades nos Blues, criaram uma enorme chance de marcar. Depois de chute do primeiro, a bola sobrou limpa na área para o belga, que mandou por cima da meta e desperdiçou uma chance incrível de marcar. A dupla voltou a ameaçar minutos depois, com jogada de pivô do belga e chute perigoso do estadunidense.

O Ajax foi recuando aos poucos, e o gol saiu naturalmente para o Chelsea. Pulisic fez mais uma boa jogada pela canhota e cruzou para Batshuayi, que bateu forte, de canhota. A bola pegou no travessão, quicou e morreu no fundo da rede. A vitória de Lampard veio do banco de reservas.  ENQU

O Gol