Laudo explica causa da morte de criança em hospital de JP e CRM descarta erro médico - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Laudo explica causa da morte de criança em hospital de JP e CRM descarta erro médico

hospital Valentinagarota de 11 anos que morreu no Hospital do Valentina em João Pessoa, foi vítima de um edema pulmonar e de uma cardiomiopatia hipetrófica, ou seja, inchaço nos pulmões e aumento súbito da musculatura do coração. As informações constam no laudo oficial divulgado na noite dessa quarta-feira (4) pelo Serviço de Verificação de Óbito do Hospital Universitário Lauro Wanderley na Capital.A criança morreu logo depois de receber uma nebulização com Berotec, remédio usado para tratamento de asma, no Hospital do Valentina, na Zona Sul de João Pessoa. A família culpou os profissionais daquela unidade de saúde e disse que houve negligência.Segundo o presidente do Conselho Regional de Medicina na Paraíba, João Medeiros, o procedimento médico utilizado não foi errado, porque esse medicamento não pode causar reações alérgicas e é indicado para todos os casos de pessoas com asma.

Ele disse que será feita uma apuração rigorosa, na qual todos os envolvidos serão ouvidos, até que o caso seja totalmente esclarecido.

O presidente do CRM na Paraíba sugeriu ainda que a criança teria algum problema cardíaco, mas a mãe dela desmentiu e disse que a menina sofria de asma, sem ter identificado, por toda a infância, nenhuma complicação no coração.

O clínico-geral Alexandra Araruna explicou que apesar de não ter registros de pessoas que tenham alergia ao Berotec, a super dosagem do medicamento pode provocar problemas cardíacos graves.

 

Portal Correio