Leilão da Receita Federal em Recife tem iPhone e caixinha de som a preços baixos

Leilão da Receita Federal em Recife tem iPhone e caixinha de som a preços baixos

Os trâmites seguem até dia 4 de junho, quando está previsto para acontecer o pregão (Foto: Reprodução)

A Receita Federal está realizando um leilão de uma série de produtos apreendidos na alfândega de Recife. Os lotes são destinados para pessoas físicas e jurídicas e contam com equipamentos eletrônicos como celulares, tablets, caixas de som e videogames. Os trâmites seguem até dia 4 de junho, quando está previsto para acontecer o pregão.

Entre as opções para pessoa física, há o lote 16 com um iPhone 6S, uma GoPro 5 Black e um Apple Watch 3 por a partir de R$ 3.500. Para fins de comparação, apenas o relógio inteligente da Apple pode chegar a custar R$ 4.099, em sua versão mais poderosa, na loja oficial da marca.

Confira o leilão da Receita Federal em Recife

Entre os 76 lotes, há diversos eletrônicos de destaque, especialmente celulares. Para pessoas físicas, o lote 12, por exemplo, tem um iPhone 7 e um smartwatch por a partir de R$ 3 mil. Já no lote 20, há um Galaxy J7 Prime, um iPad e um smartwatch por R$ 3.500, lembrando que apenas o iPad custa em torno de R$ 3 mil no site oficial. Há ainda o lote 14, que inclui dois iPhones 8 e um Apple Watch pelo lance mínimo de R$ 7.500, sendo que somente o celular é vendido por R$ 3.999 na loja oficial da empresa.

Já para pessoas jurídicas, há opções como o lote 1, com diversos videogames Nintendo Switch, PS4, Xbox One e acessórios para jogos, por a partir de R$ 150.000. Já o lote 38 traz cinco modelos de drones por a partir de R$ 3.700, enquanto o lote 4 reúne diversas caixinhas de som da JBL e da Sony pelo lance mínimo de R$ 14.000. Ainda é possível encontrar câmeras fotográficas e acessórios para computadores, como teclados, HDs, coolers, mouses e placas por preços mais baixos do que nas lojas.

Vale lembrar que esses são os valores iniciais e também que os produtos destinados a pessoas físicas não podem ser comercializados posteriormente. Essa regra, no entanto, não afeta pessoas jurídicas.

Como funciona o leilão?

Para participar, é necessário fazer um cadastro no próprio site da Receita Federal. Os interessados em adquirir os produtos devem dar sugestões de valor p cada lote. Só vai à fase seguinte o consumidor que der um lance até 10% menor do que a melhor proposta.

Ao final do leilão, o vencedor precisará fazer o pagamento em até um dia após a confirmação do arremate – o prazo máximo é de 20 dias, com acréscimo de multa. Passado o tempo limite, o produto entra novamente em leilão. Vale reforçar que a Receita Federal não se responsabiliza pelo frete. Após concluir a etapa online, os aparelhos devem ser retirados em cidades como Recife, Santo Agostinho e Ipojuca, conforme está no edital.

Também não há qualquer tipo de garantia em relação aos possíveis defeitos de funcionamento. Os leilões da Receita Federal são uma oportunidade para quem deseja pagar mais barato nos produtos. No entanto, eles podem afastar as pessoas por conta da burocracia. É preciso ter um certificado digital, além de passar por algumas etapas até conseguir finalizar o arremate.

ClickPB