João Pessoa 24/03/2019

Início » Câmara em foco » Liberado após novo acordo para pagamento de pensão, jornalista promete processar as pessoas que fizeram uso indevido de sua imagem

Liberado após novo acordo para pagamento de pensão, jornalista promete processar as pessoas que fizeram uso indevido de sua imagem

Conduzido à 6ª Delegacia Distrital de Santa Rita nesta terça-feira (19), depois da expedição de um mandado de prisão provisória fruto de uma dívida alimentícia pendente na Justiça, o jornalista Marcos Cavalcanti teve sua soltura decretada na tarde desta quarta (20), após a firmação de um novo acordo perante a autoridade judicial.
Ciente de toda repercussão que o evento causou, Marcos emitiu uma nova nota pública nesta noite onde explica em detalhes todos os desdobramentos do ocorrido e aponta o uso indevido de sua imagem por parte de um escrivão de polícia, que teria publicizado uma foto sua, feita pelo mesmo nas dependências da delegacia sem a devida autorização e que também foi publicada por uma perfil fake no Facebook.
Cavalcanti ainda chama atenção que, por uma grande “coincidência”, a mesma imagem foi compartilhada por um dos assessores do atual prefeito da cidade em um grupo de mensagens da cidade.
Depois disso, de forma sistemática praticamente toda claque da gestão municipal passou a abordar o tema em tom de chacota em grupos e redes sociais, fato que chamou a atenção das pessoas, dado o “interesse” do grupo político no fato que envolve o agora oposicionista da gestão.
O jornalista promete acionar judicialmente todas as pessoas que expuseram a sua imagem indevidamente e afirma que vai cobrar reparação dos danos causados à sua imagem.
CONFIRA A NOTA, NA ÍNTEGRA:
Nota de Esclarecimento

Antes de tudo, venho publicamente esclarecer aos amigos, familiares, companheiros de trabalho, a imprensa em geral e, a quem mais possa interessar, que na manhã desta terça-feira (19), fui surpreendido pela presença de autoridades policiais no momento em que prestava serviço à Câmara Municipal de Santa Rita. Os militares, tinham o objetivo de me conduzir até a delegacia distrital do município para averiguar a veracidade da existência de um suposto mandado de prisão provisória por débito alimentar. Em tempo, e sem qualquer restrição, nos dirigimos até a 6DD. Após consulta, foi de fato constatado a validade do documento. No entanto, logo tratamos de contestar os vultosos valores, já que em Agosto de 2017, foi firmado entre as partes, na presença de nossos patronos, um acordo judicial para desconto em folha de pagamento, época em que prestamos serviços à Prefeitura Municipal da Cidade. Acontece que o acordo para que as parcelas fossem debitadas ao longo dos meses, não foi efetivado. Infelizmente, não percebemos que o desconto não vinha sendo feito por duas razões. Primeiramente porque havia um acerto para pagamento de gratificação com objetivo de compensar as horas de serviços extras, os fins de semana e os feriados, lamentavelmente não foi cumprido. A segunda se deu em face da parte beneficiada, nunca ter nos procurado para constestar o não recebimento dos valores acordados, repito, acordo firmado judicialmente.

Vejam os documentos: 

Outro ponto muito importante é a questão do vazamento de uma foto tirada nas dependências da delegacia, pelo celular do escrivão de Polícia de Plantão sem autorização. Foto essa que foi publicada por uma conta supostamente FAKE no facebook. A conta seria de uma figura folclórica da cidade de nome Gargamel. O problema é que este cidadão nunca foi visto com um celular e não teria a mínima condição de usar redes sociais. Isso, logo será comprovado. Em seguida a mesma foto foi publicada por um rapaz identificado como “Paulinho” no grupo de Whatsapp de nome #AquiéAqui. Declaro que estas pessoas serão responsabilizadas na forma da lei, pela exposição de minha imagem.
A pergunta que fica é: Como em questão de minutos a foto saiu do celular do policial e foi parar numa publicação fake? Quem estaria por trás disso? Em breve todos os detalhes.

COMUNICO A TODOS QUE UM NOVO ACORDO FOI FEITO E O PROBLEMA SOLUCIONADO.

Ao tempo que agradeço, o empenho, apoio e confiança incondicional que recebi, dos amigos, em nome da professora Alexsandra, do familiares, em nome de minha ddigníssima esposa, Amanda Cavalcanti, dos companheiros de trabalho, em especial ao Presidente da Câmara Vereador Saulo Gustavo, dos Advogados, Neto Gadelha, Rafael e meu chará Marcos, do Prefeito Pedrito e Vereador Zebrinha de minha 2a terra, Cruz do Espírito Santo. Fazer aqui também, uma justa referência aos jornalistas Manno Costa do Portal News Paraíba, Guto Brandão da TV Tambaú e Lamartine do Vale do “Paraíba Urgente”, Professora Alexsandra e, por fim, aos amigos da Polícia, Vampeta, Adinho e Joca.

News Paraíba