João Pessoa 25/05/2019

Início » Variedades » Líderes católicos reagem a desfile de escola de samba que mostra diabo derrotando suposto Jesus Cristo

Líderes católicos reagem a desfile de escola de samba que mostra diabo derrotando suposto Jesus Cristo

Encenação com personagens do diabo e de Santo Antão na Gaviões da Fiel

No desfile carnavalesco deste ano, a escola de samba Gaviões da Fiel apresentou um personagem que seria o diabo supostamente enganando Santo Antão. A figura do santo, porém, se baseia nas características tipicamente atribuídas a Jesus Cristo em Sua Paixão, o que gerou grande debate entre os cristãos. Foi com as características de Jesus que o santo dos primeiros tempos do cristianismo teria sido derrotado pelo diabo, de acordo com a releitura da escola de samba.

Um momento que incomodou muitos cristãos que se manifestaram na internet foi a hora em que o suposto Santo Antão cai ao chão com os braços estendidos em forma de cruz. É quando o intérprete do diabo impõe sobre ele o seu tridente, em postura vitoriosa.

Católicos e evangélicos reagiram com severas críticas nas redes sociais. Entre os comentários que mais repercutiram estão os de dois sacerdotes bastante queridos pelos brasileiros: padre Zezinho e padre Gabriel Vila Verde. O primeiro criticou a encenação afirmando que ela foi uma estratégia da escola de samba para conseguir gerar debates.

“O episódio do desfile da GAVIÕES DA FIEL, que não vi, mas que alguém me mostrou, é uma dessas polêmicas criadas para conseguir debates, como algumas novelas da Globo. Fizeram, fazem e farão. E quanto mais protestos houver, mais eles serão lembrados”, escreveu.

Depois, o padre dá dica aos cristãos de como devem reagir diante do debate. Porém, demonstra falta de confiança em algum tipo de punição legal à escola de samba.

“Sugiro que, se debate ou discussão houver, que os cristãos orientem seus fiéis para saberem como reagir. Mas nada acontecerá a quem bolou este desfile. E se alguém procurar um juiz, perderá a causa! Já fizeram isso com filmes sobre Jesus, Maria, Maria Madalena, Judas, o Papa e os padres e também pastores e rabinos. Protestar vai dar mais ibope para o carnavalesco.”

Padre Zezinho

Padre Gabriel Vila Verde, por sua vez, escreveu que neste ano os carnavalescos “foram mais longe” no uso das alegorias de “demônios”. E que, segundo ele, é inaceitável um cristão achar a alegoria da Gaviões da Fiel normal.

“Todos os anos é comum encontrar figuras de demônios nas escolas de samba. Esse ano eles foram mais longe: dramatizaram a vitória de satanás sobre Cristo. O cristão que acha isso normal pode rasgar o batistério, queimar a Bíblia e cuspir na Cruz.”

O padre foi ainda mais radical e ameaçou bloquear quem fizer comentários nas suas redes sociais defendendo a escola: “Quem vier na minha página defender essas encenações do diabo no carnaval, vai ser bloqueado SIM. Vá defender suas incoerências no seu perfil. Não estou no Facebook para ter seguidores nem curtidas, mas para falar o que penso e o que creio. Fica aqui quem gostar do que eu publico! Está avisado? Beleza!”.

Por Jocivan Pinheiro com Aleteia Brasil

Show Diário