Lucro da Vale sobe 139%, para R$ 7,949 bilhões no terceiro trimestre

minérioRIO – A Vale registrou lucro líquido de R$ 7,949 bilhões no terceiro trimestre deste ano. O valor é 139% maior em relação ao mesmo período do ano passado, quando a mineradora obteve R$ 3,321 bilhões. Já em relação ao segundo trimestre deste ano, quando teve ganhos de R$ 832 milhões, a alta foi de 855%. O resultado veio acima da expectativa do mercado, que projeta lucro líquido de R$ 7 bilhões.

Na expectativa de um forte balanço trimestral, as ações ordinárias (ON, com voto) da Vale subiram 1,69%, cotadas a R$ 38,47 na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Foi a segunda maior alta do Ibovespa, o principal índice do mercado. Os papéis preferenciais (PNA, sem voto) avançaram 1,38%, a R$ 34,44.

A receita operacional da empresa aumentou para R$ 29,517 bilhões, número 26,3% maior em relação ao trimestre anterior. O resultado foi influenciado pelo aumento das exportações de minério de ferro – de R$ 2,262 bilhões – aliado aos preços maiores. A média, segundo o mercado, da tonelada durante julho e setembro, ficou acima de US$ 130 por tonelada. Assim, a participação do grupo bulk materials, onde está o minério de ferro, na receita foi de 75,1%, maior que os 71,4% registrados no trimestre anterior.

E foi a Ásia quem impulsionou o resultado da Vale. As exportações para os países asiáticos subiram para 56,6% da receita, devido ao crescimento das vendas para a China. Considerando as vendas por país, as destinadas à China somaram 40,6% das receitas no terceiro trimestre.

Com as maiores vendas a um preço maior, a mineradora registrou alta em sua geração de caixa operacional, medida pelo Ebitda. No terceiro trimestre, a Vale registrou R$ 13,478 bilhões — valor 31% maior em relação ao segundo trimestre e 77,7% acima do mesmo período do ano passado. Em comunicado, a mineradora destacou ainda o efeito positivo do câmbio, no custo de produtos vendidos.

A Vale destaca que a “ recuperação esperada nos embarques de minério de ferro e pelotas – totalizando 83,6 milhões de toneladas, o terceiro maior volume na história da Vale – e seus preços mais elevados foram os principais responsáveis pelo resultado alcançado no terceiro trimestre”. A mineradora lembra ainda que o custo operacional do minério de ferro caiu para US$ 22,10 por tonelada métrica em relação ao custo de US$ 24,15 no segundo trimestre deste ano.

O Globo