João Pessoa 24/04/2019

Início » Política » Ludgério e Governo João Azevêdo cada vez mais ‘chegados’, mas nem tanto

Ludgério e Governo João Azevêdo cada vez mais ‘chegados’, mas nem tanto

Corre a boca miúda que o deputado estadual Manoel Ludgério, do PSD, estaria com os pés de volta à bancada governista, seguindo o provérbio bíblico de que o bom filho sempre a casa torna. O parlamentar, que já anunciou apoio ao nome do socialista, Adriano Galdino (PSB), para presidir à Assembleia Legislativa da Paraíba neste primeiro biênio, desconversa sobre o tema, mas  avisou que quer se encontrar como governador eleito, João Azevêdo (PSB), segundo ele, para ter uma relação amistosa e respeitável.

Apesar do aceno, ao que tudo indica, Ludgério permanecerá na oposição, por enquanto, justamente por ter sido eleito por ela.

“Mesmo como parlamentar de oposição, é meu dever manter relação respeitável e institucional com os órgãos estaduais”, acrescentou Manoel.

Segundo apurou o Blog, Ludgério quer conversar com João sobre a viabilidade de atender pleitos de seu curral eleitoral. Entre as pautas, estão a da cidade de Matinhas, que pede a formalização de convênio com o Estado para conclusão da escola estadual, que está atualmente paralisada. As cidades de Barra de Santana, Alcantil e Gado Gravo solicitam a construção de uma adutora.

Para Campina Grande, o deputado quer que seja construído o Centro de Convenções e a maternidade estadual, enquanto que a cidade de Araruna, Manoel quer que seja implantado o curso de medicina veterinária.

Nos bastidores, a informação é de que o flerte entre o parlamentar e o Governo é real, já que o relacionamento com a gestão Romero não seria um dos melhores na atualidade. O motivo da suposta rusga, no entanto, ainda não veio à tona.

Há quem diga que Ludgério, inclusive, poderia já começar o seu primeiro dia de mandato desfalcando a bancada oposicionista, que de 12, passaria para apenas 11 deputados, ou seja, menos de 1/3 da representação total da Casa, mas o próprio parlamentar adiantou que essa possibilidade não existe.

“Permaneço na oposição, mas de maneira sensata”, sentenciou.

Blog do Gordinho