Luiz Couto diz não reconhecer governo Temer e aposta que Dilma irá inaugurar transposição

LUIZ-COUTO-01O deputado federal Luiz Couto (PT) emitiu uma nota nesta sexta-feira (20) em que justifica sua recusa em assinar o documento da bancada federal que reivindica ao presidente interino Michel Temer (PMDB) a conclusão das obras da transposição do Rio São Francisco. Ele afirmou que não reconhece a gestão do peemedebista e apostou que Dilma irá retornar ao governo para inaugurar as obras.

“Não reconheço a gestão de Michel Temer como legítima, devido ao fato dela ter sido originada de um golpe político que afastou a presidente democraticamente eleita, Dilma Rousseff”, disse.

Luiz Couto alegou também que as obras da Transposição, realizadas durante os governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, estão praticamente terminadas.

“A transposição foi uma prioridade nos governos de Lula e Dilma. A presidente já havia dito que as obras seriam entregues até o fim do ano. Então, é desnecessário pedir para que uma autoridade ilegítima e transitória não impeça o que já está praticamente pronto”, declarou.

Para o petista, as obras da transposição serão uma realidade graças à sensibilidade de Lula e Dilma em relação aos grandes problemas do Nordeste.

“Combater as desigualdades na nossa região é uma luta pela qual sempre vou me empenhar. Só não vou compor cenário para aplauso a um governo golpista que nenhuma identidade tem com o trabalho em prol da convivência com a estiagem nordestina. Confio na justiça e mantenho minha firme convicção de que não houve crime de responsabilidade por parte da presidente. Sendo assim, ela voltará ao cargo para o qual foi eleita por 54 milhões de brasileiros e poderá inaugurar a transposição, marco histórico para o desenvolvimento do Nordeste”, finalizou Luiz Couto.