Lula não aceitará ir para o semiaberto de tornozeleira eletrônica

Lula não aceitará ir para o semiaberto de tornozeleira eletrônica

O ex-presidente Lula poderá passar para o sistema semiaberto

O ex-presidente Lula afirmou que não vai aceitar deixar a sede da superintendência da Polícia Federal em Curitiba com tornozeleira eletrônica. “Tornozeleira é para bandido ou pombo”, declarou.

Em dois pareceres encaminhados ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em 29 de maio, o Ministério Público Federal (MPF) afirmou que Lula já pode progredir para o regime semiaberto — ou seja, para trabalhar durante o dia e retornar à noite para a prisão.

No entendimentos dos procuradores, o líder petista já cumpriu pena de 1 ano, 1 mês e 28 dias (completados nesta quarta-feira), o que deve ser descontado da pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias imposta pelo STJ em abril. Com isso, a punição cairia para menos de oito anos de prisão, pena mínima para que o condenado seja enviado ao regime semiaberto.

*Com informações do Estadão Conteúdo