Má fase segue, e Tottenham acaba destroçado pelo Bayern em Londres

Má fase segue, e Tottenham acaba destroçado pelo Bayern em Londres

Eliminado da Copa da Liga por um time da terceira divisão e longe da liderança da Premier League, o Tottenham soma agora uma goleada humilhante em casa na Liga dos Campeões. Com grande atuação de Gnabry, que fez quatro gols, o Bayern de Munique destroçou o rival e enfiou 7 a 2 nos ingleses em Londres.

Os bávaros seguem na liderança do grupo B da Champions, agora com seis pontos, enquanto os londrinos, com apenas um, caem para a terceira colocação.

O vice-líder é o Estrela Vermelha, que somou os primeiros três pontos com vitória sobre o Olympiacos, por 3 a 1.  Goleiraços não evitam gols O Tottenham tentou jogar adiantado, mas o Bayern de Munique soube bem aproveitar os espaços nas costas dos zagueiros. Coman descolou grande enfiada de bola para Gnabry, que avançou e bateu forte, mas Lloris, atento, espalmou.

Os Spurs responderam também com bola em velocidade no meio da zaga. Ndombélé conseguiu grande passe para Son, que saiu na cara do gol, mas Neuer fechou bem a meta e evitou o gol. Son voltou a receber na frente pouco depois, mas o goleiro alemão pegou de novo. Não seria fácil vencer os dois últimos goleiros campeões do mundo.

Son seguiu tentando e, na terceira vez que recebeu na área, conseguiu bater Neuer. O passe foi, mais uma vez, de Ndombélé, e o chute, cruzado, até foi desviado por Neuer, mas acabou morrendo no fundo das redes.  Os londrinos celebraram por pouco tempo. Aos 14 minutos, Kimmich ficou com sobra de bola fora da área, cortou a marcação de Nbombélé e mandou chute forte no cantinho, na “parede da rede”.

Tudo igual em um jogaço!  Os goleiros eram protagonistas em um jogo completamente aberto. Ndombélé, que também se destacava no lado inglês, quase recolocou a equipe da casa em vantagem.

O francês recebeu de Sissoko na área e bateu forte, mas Neuer espalmou.  Já aos 45 minutos, Lewandowski mandou uma bola indefensável e Lloris não conseguiu evitar a virada bávara. O polonês ficou com sobra de bola na área e bateu forte, no cantinho: 2 a 1, para a frustração de Pochettino.  Gnabry cozinha o Tottenham Gnabry não deu tempo de os Spurs pensarem em recuperação na volta do intervalo.

O ponta arrancou do meio de campo, deixou a marcação de Aurier no chão e, já na área, levou para a perna direita para fazer o 3 a 1.  Os donos da casa, completamente dispersos e abatidos, levaram o quarto logo em seguida. Harry Winks falhou em saída de bola e Gnabry aproveitou para, com mais um chute cruzado, dessa vez de canhota, marcar mais um.

O Tottenham voltou a jogo com polêmica: Rose apareceu na área e acabou caindo em dividida com Coman. O francês contestou que o lateral chegou por cima da bola, mas o árbitro marcou o pênalti e Kane descontou para 4 a 2.  O gol animou os donos da casa e Pochettino lançou Eriksen na vaga de Ndombélé. O dinamarquês quase marcou pouco depois de ter entrado com um foguete da entrada da área.

Apesar da força do chute, Neuer teve reflexo para desviar.  Lucas Moura também entrou para a pressão nos 20 minutos finais, mas, em contra-ataque, Gnabry, o nome do jogo, decretou a goleada bávara. O ponta recebeu grande lançamento de Thiago Alcântara, avançou em velocidade e tirou de Lloris para abrir 5 a 2.

A goleada não acabou aí e, em novo contragolpe que se iniciou em erro na saída de bola londrina, Coutinho deu um tapa na bola para Lewandowski, que finalizou no cantinho para ampliar para 6 a 2. O sétimo, sim, houve um sétimo, foi dele, Gnabry, que cozinhou o rival com os pés e com a mão na comemoração: 7 a 2. O último apaga a luz nos Spurs…

O Gol