Mãe é presa em flagrante após quase matar filho asfixiado na PB

Mãe é presa em flagrante após quase matar filho asfixiado na PB

Uma mulher foi detida na cidade de Capim de Mamanguape, acusada de tentar matar o próprio filho na madrugada desta sexta-feira (07).

A polícia recebeu uma denúncia anônima e ao chegar no local constatou que a jovem de 25 anos agrediu o próprio filho de sete anos deixando a criança desmaiada.

A mãe contou que não tentou matar nem sufocar a criança, mas que apenas agrediu com tapas e fez isso porque o menino estava com reclamações na escola.

Constatado o flagrante, a mãe foi presa e aguarda audiência de custódia e a criança foi encaminhada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

Este já é o quarto caso nas últimas duas semanas. Em Santa Rita, foi mantida a prisão da mãe acusada de espancar uma criança de dois anos, a denúncia foi feita pelo pai do bebê que gravou as agressões, a mãe foi encaminhada para a penitenciária Feminina, Júlia Maranhão.

Na cidade de Forte Velho o padrasto é procurado suspeito de estuprar uma das enteadas e um ex-policial militar foi detido acusado de estuprar a outra criança. As meninas têm nove e dez anos de idade. O padrasto está foragido e o ex-PM passou por audiência de custódia e foi liberado em seguida.

No município de São José do Sabugi, um bebê de nove meses deu entrada no pronto socorro em convulsão e morreu, o laudo médico comprovou que ela havia sido estuprada. A justiça manteve a prisão preventiva do casal Ana Graciele Nascimento Lucena e Francisco Fagner Lucena. O pai é suspeito do estupro e a mãe suspeita de ser conivente aos abusos. O casal foi preso em Soledade, no Seridó do estado, mas está em unidades prisionais da capital paraibana depois de terem sido transferidos da Cadeia Pública de Soledade, por questões de segurança.

Paraiba.com