Mais de 2,6 mil são suspeitos de fraude nos cartões de ônibus em CG

Foto: G1-Globo

Pouco mais de 2,6 mil cartões da bilhetagem eletrônica dos transportes coletivos de Campina Grande foram bloqueados pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros (Sitrans) de julho a outubro deste ano. Só em julho, foram identificados 1.410 estudantes, 130 idosos e 25 portadores de necessidades especiais burlando o sistema. Assista acima.

A fraude acontece quando o titular empresta ou vende o cartão. No ponto do ônibus, o fraudador é conhecido como ‘janelinha’, que cede o cartão ao passageiro. Depois de usá-lo para passar pela catraca, o usuário entrega o cartão de volta ao titular pela janela do ônibus.

Constatada a irregularidade, identificada por meio do sistema de biometria facial, o cartão, que é pessoal e intransferível, é bloqueado.

Polícia civil investiga fraude

A Polícia Civil já está investigando os casos, que são considerados crimes. O delegado Pedro Ivo disse que algumas informações são coletadas por câmeras de monitoramento dos próprios ônibus, que flagram pessoas terceirizando o acesso.