Major Fábio critica ‘gangorra’ política de Cássio e Maranhão na PB e ratifica disposição de desbancar concorrência - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Major Fábio critica ‘gangorra’ política de Cássio e Maranhão na PB e ratifica disposição de desbancar concorrência

Majr FábioApesar de ter o cenário propício para a reeleição na Câmara Federal, o deputado federal Major Fábio voltou a ratificar a pré-candidatura ao Governo da Paraíba nas eleições estaduais deste ano, com a meta de desbancar ‘os cordões amarelo e vermelho’ da política paraibana.

“O que o povo quer são mudanças e não devemos mudar por qualquer pessoa”, defendeu, lembrando que não atua na política por um projeto pessoal e sim por uma melhoria coletiva.

Major Fábio se intitulou como um deputado que não tem grupo político, ou seja, um candidato do povo, sem sobrenome e sem recursos financeiros, mas com coragem para acabar com a hegemonia de grupos que querem comandar a política do Estado como se estivessem comandando um ‘feudo’. Para o pré-candidato, o povo paraibano já se revoltou com essa oscilação, já foi às ruas e clama por mudança.

“Nós não podemos pensar dessa forma, como uma gangorra, quem é o candidato de maranhão e quem é o candidato de Cássio, aí vão ficar na gangorra sempre. Quando Cássio está por cima, Maranhão está por baixo e vice versa, vai ficar nisso até quando, o que eu sei é que nós não podemos mudar por qualquer pessoa e eu não me considero qualquer coisa. Eu me considero um deputado federal reconhecido em todo o Brasil, que fala sobre segurança publica que por sua vez é um dos maiores problemas desse estado, e falo de cabeça erguida”, disse o deputado que já está em seu segundo mandato.

Advogando em causa própria major Fabio revelou suas virtudes e defendeu uma mudança nos quadros da política. “Não estou na política por vaidade, estou porque acredito que posso fazer algo”, declarou.

O parlamentar é filiado ao PROS e tem aproximadamente um minuto de guia eleitoral. Apesar de ser assediado pelos gigantes na disputa, o deputado ratifica a disposição de disputar a eleição majoritária, mesmo sem ter o ‘pedigree político’ dos concorrentes.

Com informações de Henrique Lima

PB Agora