João Pessoa 23/03/2019

Início » Esporte » Mané e van Dijk eliminam Bayern em Munique

Mané e van Dijk eliminam Bayern em Munique

Sadio Mané e Virgil van Dijk chamaram a responsabilidade para colocar o Liverpool nas quartas de final da Liga dos Campeões. Os Reds conseguiram o feito ao deixar para trás o Bayern de Munique, em plena Allianz Arena, com vitória por 3 a 1. O time de Jürgen Klopp jogou com inteligência, aproveitando-se do empate sem gols na ida, em Anfield.

Os ingleses exploraram o nervosismo do gigante alemão e contaram com a boa fase de Mané e a liderança decisiva de van Dijk para resolver um confronto difícil em Munique. Bayern escapa vivo do primeiro tempo O duelo em Munique começou com uma disputa intensa no meio-campo. Os dois times aplicaram uma estratégia parecida, com marcação implacável e avançada, forçando o erro do rival.

Mesmo com jogadores criativos em ambos os lados, o destaque nos primeiros 20 minutos ficou para a qualidade das defesas. O Liverpool cresceu depois da metade do primeiro tempo. Roberto Firmino logo assustou Neuer com chute da entrada da área. No lance seguinte, com 26 minutos, van Dijk lançou Mané, que aproveitou saída afobada do goleiro para girar e tocar por cobertura para um belo gol. O Bayern sentiu o golpe e se deixou dominar.

Mas o time bávaro é daqueles que não perdoa erros e, em momento de desatenção dos Reds, armou o contragolpe. Gnabry cruzou rasteiro e com força para Lewandowski, Matip tentou o corte na pequena área e acabou por marcar contra. Van Dijk, o zagueiro decisivo O gol de empate tirou o Bayern das cordas e mudou a cara do segundo tempo. Com mais confiança, o time alemão passou a incomodar o Liverpool, principalmente com jogadas pelas pontas. E a virada quase saiu em uma repetição de cruzamento rasteiro de Gnabry, que desta vez cortou a pequena área sem encontrar ninguém.

Van Dijk colocou fim ao bom momento do Bayern com sua especialidade. Aos 23 minutos, Milner cobrou escanteio da direita e o gigante holandês subiu alguns degraus acima de todos na área, cabeceando com força, para baixo, no canto: indefensável. A situação do Bayern voltou a ser muito complicada, com a necessidade de marcar dois gols para avançar para as quartas.

O time sentiu o peso do desafio e novamente viu o rival crescer na Allianz Arena. No fim, Mané deu o golpe de misericórdia, de cabeça, completando cruzamento de três dedos de Salah. Os Reds comprovaram sua força na casa do gigante alemão e despontam entre os favoritos para levantar o troféu.

O Gol