Manoel Jr. nega que PMDB e PSD sejam aliados e vê convergência entre RC e Cartaxo

Manoel Jr. nega que PMDB e PSD sejam aliados e vê convergência entre RC e Cartaxo

manoeljr- favorcer -1O deputado federal e pré-candidato do PMDB à Prefeitura de João Pessoa, Manoel Júnior, afirmou que o PMDB e o PSD não são novos aliados nacionalmente e que a aliança do prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PSD) continua sendo com o governador Ricardo Coutinho (PSB), uma vez que os dois declararam serem contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). O parlamentar criticou ainda o prefeito e disse que ele continua sendo petista.

“A aliança do prefeito da Capital é com Ricardo Coutinho. Eles são defensores da manutenção da presidente Dilma Rousseff. Ele já se pronunciou publicamente e o governador também contra o impeachment. Com Cartaxo descumprindo até mesmo a decisão de seu próprio partido”, disse. A direção nacional do PSD orientou, na semana passada, os parlamentares a votarem a favor do impeachment da presidente, mas a declaração de Luciano Cartaxo contrária ao impedimento de Dilma ocorreu antes da decisão partidária.

Manoel Júnior ainda declarou que Luciano Cartaxo deixou o Partido dos Trabalhadores apenas para não se prejudicar nas eleições deste ano com as denúncias de corrupção que envolvem a legenda, mas continua sendo petista. “Na verdade seu partido ainda é o PT. Ele só mudou a sigla para se livrar da pecha que está pairando sobre o PT. O prefeito correu do PT para esconder a estrela, a legenda e a sigla agora nestas eleições. Foi se esconder no PSD. Mas em relação ao impeachment, ele se posicionou igual o governador. Estão juntos no mesmo diapasão defendendo a manutenção de um governo que já acabou”, declarou.

Anistia para Eduardo Cunha

Manoel Júnior falou também a respeito do processo contra o presidente da Câmara Eduardo Cunha e garantiu que fará seu julgamento sobre ele da mesma forma que julgou a presidente Dilma Rousseff (PT). “No conselho de ética temos um processo tramitando e a partir daí vamos fazer o julgamento político técnico de Eduardo Cunha. Se ele não conseguir provar que não mentiu, ele vai ser condenado. Se ele provar que só omitiu, ele vai receber outra pena. Mesmo sendo do meu partido, não tenho nenhuma dúvida de que ele cai. Meu CPF não é o de Eduardo Cunha, não sou advogado dele e não tenho absoltamente nada a ver se ele cometeu qualquer tipo de irregularidade. Se ele errou, ele vai pagar pelos erros dele,”, afirmou.

Blog do Gordinho