delação

Manoel Júnior diz não temer delação premiada e ser contra o foro privilegiado: “Nunca fiz nada de errado”

manoel-junior-6O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior (PMDB), negou especulações de que a sua indecisão entre a manutenção do cargo de deputado federal e a posse como vice-prefeito da Capital tivesse alguma relação com a possibilidade de ser citado em delações na operação Lava Jato e a perda do foro privilegiado. Manoel Júnior disse não ter preocupação em relação a possíveis depoimentos e investigações, e que ao contrário do que muitos pensam, ele não é a favor da imunidade parlamentar.

“Os adversários não fazem elogios, principalmente os nossos. Eles têm uma visão muita estreita da política. A minha preocupação é zero em relação isso. Eu nunca fiz nada de errado, tenho a minha consciência tranquila. Em relação a imunidade, sou contra, é até nocivo porque só se tem uma instância da justiça para se defender, enquanto uma pessoa normal tem três instâncias”, afirmou o vice-prefeito.

Ainda de acordo com o ex-deputado, foram feitas consultadas jurídicas apenas para avaliar a possibilidade de se manter deputado federal por algum período, e pedir a prorrogação da posse de vice-prefeito, visando uma melhor contribuição na gestão municipal.

“O vice-prefeito em tese é uma figura abstrata. Se eu tivesse conseguido me manter deputado federal, não perdendo a vice-prefeitura, seria muito melhor a cidade de João Pessoa, melhor para o prefeito Luciano Cartaxo (PSD), melhor para a administração”, disse Manoel Junior.

Blog do Gordinho