Manoel Júnior diz que obras do governo Dilma deixou a Paraíba mais pobre em relação aos estados vizinhos com obras estruturantes e ricas.

Manoel Júnior diz que obras do governo Dilma; “deixou a Paraíba mais pobre em relação aos estados vizinhos com obras estruturantes”.

manoel e marcusO deputado Manoel Júnior (PMDB) e pré-candidato a prefeito de João Pessoa avaliou nesta terça-feira (19), em entrevista no programa Rádio Verdade da Arapuan FM ancorado por Nilvan Ferreira a admissão do processo da presidente Dilma Rousseff que foi encaminhado para o senado e na oportunidade revelou que a Paraíba é o maior credor do governo federal e disparou “A Paraíba ficou mais pobre em relação aos estados vizinhos com obras estruturantes e mais ricos”, disse.

Manoel Júnior avaliou também votação que aprovou a admissibilidade da denúncia contra a presidente Dilma em relação ao Impeachment que foi encaminhada para o senado para ser julgada, e afirmou em relação aos crimes cometidos pela presidente em ano eleitoral que se apropriou de dinheiro para fazer caixa nos banco do Brasil, BNDES, Caixa Econômica Federal sem autorização impedida pela Lei de Responsabilidade Fiscal pelo Art.09, e também a questão da “Refinaria de Pasadena” que foi adquirida por R$ 1 bilhão e que estava sendo arrematada em leilão por 40 milhões de reais como sucata em que Dilma Rousseff era ministra e presidente de Petrobras, os crimes não é de origem política e sim de responsabilidade fiscal do cargo que a exerce, explicou.

Na entrevista, Manoel Júnior lembrou ainda que o vice-presidente da república e presidente nacional do PMDB Michel Temer se comprometeu em vir á Paraíba fazer o lançamento de sua campanha de pré-candidato de João Pessoa em dezembro e devido a sua agenda lotado pelo país fez em Janeiro de 2016 diante de toda a sua cúpula em sua sede realizou o lançamento de minha candidatura dando total apoio ao meu nome do crescimento da legenda na Paraíba e em todo o Brasil, aonde na oportunidade foi adotada uma postura de reestruturação do partido com candidaturas em todo o país, afirmou Manoel Júnior.

Em relação ás obras estruturantes do governo Dilma na Paraíba, o deputado Manoel Júnior enumerou as obras dos estados vizinhos como Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará e Bahia e revelou que a presidente Dilma foi deficitário com os paraibanos como a “Transnordestina, pólo de Suape, Refinaria, Pólo Fiat, Aeroporto de São Gonçalo do Amarante o aeroporto de cargas internacional, e justificou que no local da construção da obra não possui Distrito Industrial, não tem porto e fica até distante da  BR-101”, e afirmou consternado sobre a perda de investimentos que a Paraíba sofreu nesses quatro anos de avanças na gestão da presidente Dilma e Ricardo Coutinho, lembrou o deputado Federal Manoel Júnior.

O deputado Federal Manoel Júnior ressaltou com ascensão do vice-presidente Michel Temer com o afastamento da presidente Dilma a Paraíba no sendo ganha força com a união de três senadores José Maranhão (PMDB), Raimundo Lira (PMDB) e Cássio Cunha Lima, e com a bancada federal com (9) nove parlamentares a Paraíba vai avançar  mesmo diante dessa crise teremos condições de exigir obras estruturantes para o nosso estado.

“O Trabalho de Manoel Júnior (PMDB) e da bancada da Paraíba em Brasília é fortalecer o nosso estado, independente de quem esteja governando, como é o caso do governador Ricardo Coutinho (PSB), a bancada Federal que votará na ascensão do vice-presidente Temer será composta e votada por nove (9) deputados Federais e três senadores, com isso a Paraíba vai avançar, apostou Manoel Júnior.

Lamartine do Vale