Manoel Júnior está entre os dez parlamentares que gastaram o limite máximo de cota de combustíveis

Mané juniorO deputado federal Manoel Junior (PMDB) está entre os dez parlamentares  que gastaram o limite máximo – de R$ 27 mil cada – no consumo de combustíveis ao longo do primeiro semestre do ano.

 De acordo com matéria publicada na edição de hoje do ‘O Estado de S.Paulo’, o combustível gasto pelos parlamentares em apenas um mês daria para  percorrer a distância, de 16.952 quilômetros, uma viagem de Brasília a Pequim, em linha reta.

 Ainda segundo a reportagem,  os deputados apresentaram apenas uma nota por mês com o valor total da cota, sempre em seus Estados de origem, nos mesmos estabelecimentos ou pertencentes ao mesmo dono.Confira a matéria:

 Valor corresponde a reembolso feito pela Câmara no primeiro semestre; parlamentares justificam consumo total com apenas uma nota fiscal

Com apenas uma nota fiscal emitida ao mês, deputados federais conseguem usar toda a cota de combustíveis a que têm direito. No Senado, os valores chegam a ultrapassar os R$ 20 mil. Entre os documentos apresentados, estão notas de postos de combustível de parentes dos parlamentares e estabelecimentos que foram doadores em suas campanhas.

 Levantamento feito pelo Estado mostra que, no primeiro semestre, dez deputados gastaram até o último centavo a que têm direito. Eles apresentaram apenas uma nota por mês com o valor total da cota, sempre em seus Estados de origem, nos mesmos estabelecimentos ou pertencentes ao mesmo dono.

 De janeiro a junho, a Câmara dos Deputados gastou R$ 7,8 milhões para reembolsar os gastos de parlamentares com combustíveis e lubrificantes. Cada um tem direito a consumir R$ 4,5 mil mensais para abastecer veículos usados no exercício do cargo.

 Ângelo Agnolin (PDT-TO), por exemplo, traz na descrição da nota apresentada em março o consumo de 1.521 litros de gasolina, o que seria suficiente para fazer um carro médio rodar pelo menos 15 mil quilômetros. Ainda na mesma nota, o deputado paga três preços diferentes de gasolina comum (R$ 2,79, R$ 2,95 c RJ 3,12).

 BOMBA CHEIA

 De Brasília a Pequim. Em linha reta: a distância, de 16.952 quilômetros, poderia ser percorrida com o volume de combustível consumido em um único mês pelos deputados

 10 parlamentares gastaram o limite máximo – de R$ 27 mil cada – no consumo de combustíveis ao longo do primeiro semestre do ano:

 • Ângelo Agnolin (PDT-TO)

• Aníbal Gomes (PMDB-CE)

• Ariosto Holanda (PROS-CE)

• Costa Ferreira (PSC-MA)

• Davi Alcolumbre (DEM-AP)

• Jovair Arantes (PTB-GO)

• Manoel Junior (PMDB-PB)

• Manoel Salviano (PSD-CE)

• Maurício Quintella Lessa (PR-AL)

• Vinícius Gurgel (PR-AP)