Maranhão endurece discurso e diz que não vê aliança com PSD ou PSB

O presidente estadual do PMDB, senador José Maranhão, endureceu, nesta sexta-feira (6), o discurso sobre candidatura própria do PMDB em 2018 e disse que não irá condicionar  as pretensões da legenda a nenhuma generosidade de partidos aliados. O senador não prevê aliança do PMDB com o PSD ou PSB.

“Você só faz política com entendimento, mas é claro que não vamos condicionar a candidatura do PMDB a generosidade de outros partidos. Política não se faz por generosidade. Se faz por pressão, articulação e negociação”, argumentou o peemedebista.

De acordo com Maranhão, o PMDB tem sido uma “noiva cobiçada”, mas em nenhum momento ele chegou a ser chamado pelos aliados para ser candidato. Ele citou o “namoro” com o PSB do governador Ricardo Coutinho que tem reconhecido o seu valor, mas que apresenta outro nome para o pleito eleitoral.

“Ricardo em momento nenhum me convidou para ser candidato. Temos sabido que ele terá ou teria um candidato ao governo. Mas o governador tem sido tranquilo e sereno ao reconhecer a nossa liderança, visto que conhece a história política da Paraíba”, destacou.

Para Maranhão, ele é uma “opção” que tem sido acolhida com “carinho” e “simpatia” dos paraibanos.

Assista Vídeo:

Roberto Targino e Albemar Santos – MaisPB