Marta e Cristiane marcam, mas Brasil leva virada contra a Austrália

Marta e Cristiane marcam, mas Brasil leva virada contra a Austrália

seleção brasileira feminina conheceu a sua primeira derrota na Copa do Mundo ao perder por 3 a 2 para a Austrália, na tarde desta quinta-feira (13), em Montpellier. No embate válido pela 2ª rodada, o Brasil saiu na frente com Marta e Cristiane, mas levou a virada com gols de Foord, Logarzo e Mônica (contra).

O resultado deixa o Grupo C embolado. Brasil, Itália e Austrália somam três pontos. Contudo, as italianas enfrentam amanhã a Jamaica, lanterna da chave com nenhum ponto.

O Brasil tem como último confronto da fase de grupos a partida diante da Itália, marcada para a próxima terça-feira (18), em Valencinnes. Vale lembar que as duas melhores de cada grupo avançam, além das quatro melhores terceiras colocadas.

O JOGO

Vadão escalou uma formação ofensiva, com Debinha, Andressa Alves, Thaísa, Cristiane e Marta, estrela da seleção brasileira que se recuperou de uma lesão na coxa. Em campo, as brasileiras apresentaram duas etapas distintas. Se no primeiro tempo teve certo controle das ações e desceu para o vestiário em vantagem, no segundo o Brasil perdeu o domínio e levou a virada.

Armado para sair em velocidade nos contra-ataque, o Brasil abriu o placar aos 26, após Letícia ser puxada dentro da área e sofrer penalidade. Na cobrança, Marta deslocou bem a arqueira para marcar o seu 16º gol em Copa do Mundo, igualando o alemão Miroslav Klose, do masculino, como maior artilheiro de todas edições.

Aproveitando os espaços cedidos pelo lado esquerdo, o Brasil ampliou o marcador aos 37. Tamires deu lindo rolinho em Gielink para acionar Debinha, que em jornada inspirada cruzou na medida para Cristiane cabecear com estilo e fazer o quarto dela no torneio.

Nos acréscimos, a Austrália chegou a descontar em um momento de blitz. Em levantamento pela esquerda, Logarzo ganhou de Formiga no alto e deixou Foord livre para diminuir.

Na volta do intervalo, Vadão tirou Marta e Formiga para as entradas de Ludmilla e Luana. A partida ficou mais aberta, com o Brasil perdendo a consistência defensiva. Logo aos 4, Debinha tirou tinta da trave.

Contudo, as australianas conseguiram o empate na sequência: Logarzo cruzou na área da intermediária. A bola não desviou ninguém, enganou Bárbara e morreu no fundo do gol.

O terceiro da Austrália veio numa infelicidade da zagueira Mônica. A zagueira brasileira tentou afastar um cruzamento de longa distância, mas desviou de cabeça e mandou contra a própria meta.

No fim, Andressa Alves e Bia até tentaram igualar o placar, mas esbarraram na defesa das adversárias.

Jovem Pan