Mayra Aguiar é a primeira brasileira bi mundial no judô

Considerada uma das mais talentosas judocas do País, Mayra Aguiar, 26 anos, se tornou bicampeã mundial da categoria meio-pesado (78kg) nesta sexta-feira (01). Com isso, igualou-se ao também gaúcho João Derly, como únicos brasileiros com dois títulos mundiais.

Mayra conquistou seu primeiro título em Chelyabinksk, em 2014 e, agora em Budapeste, voltou ao lugar mais alto do pódio. Além dos dois ouros, ela tem ainda uma prata, da edição de Tóquio-2010, e dois bronzes, ambos conquistados no Rio de Janeiro, em 2011 e 2013.

Essa foi a segunda competição de Mayra após o bronze na Rio-2016. Depois dos Jogos, ela tirou um período de descanso e, em seguida, focou nos treinamentos. O resultado foram os títulos no Grand Prix de Cancun, no México, e, agora, no Mundial. Além de Mayra e Derly, campeão em 2005 e em 2007, o Brasil tem outros três campeões mundiais: Rafaela Silva (2013), Luciano Corrêa (2007) e Tiago Camilo (2007).

Campanha
Mayra venceu as três primeiras lutas por ippon, contra a eslovena Klara Apotekar, vice-campeã mundial júnior em 2015, a austríaca Bernadete Graff, que migrou para a categoria de 78kg neste ano, e a francesa Audrey Tcheuméo, campeã mundial em 2011, bronze em Londres-2012 e prata na Rio-2016.

Na semifinal contra a japonesa Ruika Sato, ambas foram ao seu limite e cometeram duas infrações em um combate emocionante. A brasileira levou a melhor, vencendo com um waza-ari. No duelo pelo ouro, contra outra japonesa, Mami Umeki, Mayra foi superior durante todo o tempo, mas levou uma punição e a decisão acabou indo para o Golden Score. Com 11 segundos, Mayra encaixou um waza-ari e garantiu o bi.

Estreia
Novata em um Mundial adulto, Samanta Soares, competiu na mesma categoria de Mayra, mas foi derrotada na estreia justamente por Mami Umeki, que controlou o combate desde o início.

Portela
Pela categoria peso-médio (70kg), Maria Portela venceu suas duas primeiras lutas no Golden Score, mas, nas quartas de final, foi derrotada, em nova prorrogação, pela japonesa Chizuru Arai. Na repescagem, a brasileira levou dois shidos (infrações) e sofreu um waza-ari da espanhola Maria Bernabeu, dando adeus às chances de pódio.

Pesados
Neste sábado, os brasileiros competem nas categorias meio-pesado masculino (100kg) e pesado feminino (+78kg) e masculino (+100kg). Os representantes são Maria Luciano Corrêa, Maria Portela, David Moura e Rafael Silva.

Folha de Pernambuco