mcdonalds

McDonald’s vende parte das operações da China por R$ 6,70 bilhões

O McDonald’s anunciou nesta segunda-feira que fechou um acordo para vender uma fatia controladora em suas operações na China a um grupo de investidores liderado pela Citic, uma das maiores estatais chinesas. A Citic Capital Holdings e o fundo de private equity Carlyle Group irão comprar uma participação de 80% nos ativos chineses da rede americana de lanchonetes, numa transação estimada em até 2,08 bilhões de dólares (6,70 bilhões de reais). O acordo terá duração de 20 anos.

A Citic Capital, que é o braço financeiro do conglomerado, ficará com uma fatia majoritária de 52% e a Carlyle, com participação de 28%.

O McDonald’s tem cerca de 2.200 lojas na China, cerca de um terço das quais sob contrato de franquia. Pelo acordo, todas as unidades restantes serão franqueadas e o McDonald’s manterá nelas uma fatia de 20%. O negócio deverá ajudar a rede de lanchonetes americana a reduzir custos operacionais e a preservar capital.

Nos últimos anos, o McDonald’s tem tido dificuldade de elevar as vendas na China, onde a rede é a segunda maior cadeia de fast food ocidental, atrás da Yum China Holdings, que tem mais de 5.000 restaurantes KFC e quase 2.000 unidades da Pizza Hut no país asiático.

As vendas de lojas do McDonald’s na China diminuíram após problemas com um fornecedor terem provocado falta de hambúrgueres e de carne de frango em alguns restaurantes em 2014, segundo informações divulgadas durante teleconferências da empresa.

(C0m Estadão Conteúdo)