Mesmo com nova lesão de Durant, Warriors vencem Raptors

Mesmo com nova lesão de Durant, Warriors vencem Raptors

A noite desta segunda-feira (10) reservou o melhor dos confrontos até aqui entre Toronto Raptors e Golden State Warriors pela série final da NBA 2018-2019. Encurralado, o Golden State Warriors precisou praticar seu melhor basquete, com muita movimentação e bolas de três. Assim, os comandados de Steve Kerr bateram o Toronto Raptors por 106×105, na casa dos adversários, e diminuíram a desvantagem para 3×2 na série. A nota de pesar ficou por conta de mais uma lesão de Kevin Durant, que dessa vez tem suspeita de rompimento no tendão de Aquiles. A próxima partida será a sexta da série melhor sete e acontece nesta quinta-feira (13), na Oracle Arena, às 22h.

Enquanto Kevin Durant permaneceu em quadra, foi fundamental. O astro fazia a primeira partida em mais de um mês, devido uma lesão muscular na panturrilha direita. No jogo desta segunda-feira (10), ele jogou por apenas 12 minutos e anotou 11 pontos. Mas quando o relógio marcava nove para o fim do segundo quarto, o ala veio ao chão. Novamente sozinho, em uma tentativa de drible em Serge Ibaka. Mas, dessa vez, o camisa 35 colocava a mão no calcanhar e saiu de quadra ajudado pelos companheiro de equipe. A única certeza que se tinha no momento era que o MVP de 2014 não voltaria para o jogo.

Após a lesão de KD, Demarcus Cousins entrou em quadra. O pivô vinha de partidas irregulares e ainda não tinha entrado em quadra na noite. Mas os seus 20 minutos no jogo foram fundamentais para o desenvolvimento do jogo de Golden State. A agressividade do Boggie nos dois lados da quadra foi fundamental para a segunda vitória dos Warriors na série

Grande candidato a MVP das finais, Kawhi Leonard não fez boa partida até o terceiro quarto, acertando apenas quatro arremessos de 15 tentados. Mas no último período o ala “acordou”, foram 10 pontos consecutivos e virada dos Raptors no placar. Faltando pouco mais de três minutos para o fim da partida, a equipe de Toronto liderava por seis pontos de diferença (103×97).

Eis que os “Splash Brothers” decidiram entrar em ação e com bolas de três decidiram a partida. Stephen Curry e Klay Thompson combinaram para 57 pontos e foram os grandes destaques do jogo. O ala-armador também foi importantíssimo na marcação de Kawhi Leonard na última e decisiva posse da equipe canadense. Ele foi tão bem que não deixou o astro de Toronto arremessar para a vitória. Acabou que a bola sobrou para Kyle Lowry, que pressionado por Draymond Green não conseguiu acertar o chute e sacramentou a segunda vitória da franquia de Oakland.

AFP