Messi é expulso, mas Argentina domina Chile e termina Copa América em terceiro

Messi é expulso, mas Argentina domina Chile e termina Copa América em terceiro

Messi recebe cartão vermelho após se desentender com Gary Medel (Foto: Marcos Ribolli)

Argentina venceu o Chile, neste sábado (6), na Arena Corinthians e ficou com o terceiro lugar na Copa America 2019. A partida foi tensa e o placar final 2 a 1. Dybala e Agüero marcaram para a alviceleste, Vidal descontou para os chilenos. Messi e Medel foram expulsos após desentendimento no final do primeiro tempo.

Dybala e Agüero marcam, Messi e Medel são expulsos

A Argentina deu logo sinal de melhor preparo no início do jogo, indo com segurança para o ataque. Agüero, aos seis minutos, chutou rente à trave. Mas o confronto foi intenso, com muitas faltas, inclusive. Foi assim que surgiu o primeiro gol. Messi foi atingido por Pulgar após passar no meio de dois jogadores. O árbitro marcou a falta e o próprio camisa 10 cobrou, deixando Agüero de cara com o goleiro. O atacante driblou Árias e marcou, aos 11 minutos. 1 a 0 Argentina.

Aos 21 minutos, Dybala amplia o placar com um golaço. Um passe de Lo Celso, que ele domina com categoria e toca por cima do goleiro chileno. A esta altura somente a seleção de Lionel Scaloni finalizava. A sequência foi de cenas lamentáveis, com os jogadores se estranhado em campo. Vital chegou a dar um tapinha no rosto de Dybala. Mas o chileno levou apenas amarelo e por reclamação.

Aos 36, Dybala lança a bola para Messi, que se esforça para chegar, mas Medel proteje e a deixa sair. Entretanto, o meia argentino tinha esbarrado no volante chileno, que não gostou e veio agredindo. Messi não revidou, mas também não se intimidou. Ao se deparar com o estranhamento dos adversários, Mário Diaz de Vivar aplicou cartão vermelho para ambos. A torcida vaiou a expulsão de Messi e achou injusta. Alguns até deixaram o estádio.

Vital desconta no segundo tempo, mas Chile sai derrotado 

No clima quente que se seguiu na volta do intervalo e com os chilenos tentando correr atrás do prejuízo, Lo Celso atingiu a perna esquerda de Aranguiz dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Aos 13 minutos do segundo tempo, o meia Vidal cobra e com um chute forte diminui para o Chile. Placar final 2 a 1. Foi um adeus melancólico para as duas seleções, mas a equipe comandada por Reinaldo Rude se abateu mais e não teve força de vontade para empatar ou tentar virar a partida.

ClickPB