Milhares de indianos celebram o 1° Dia Internacional da Ioga

ioga 1A Índia comemorou neste domingo (21) o primeiro Dia Internacional da Ioga com aulas desta disciplina, como a organizada em Nova Délhi com 37 mil pessoas, entre elas o primeiro-ministro Narendra Modi, que qualificou o ato como “o princípio de uma nova era” de inspiração para o mundo.
saiba mais

Modi inaugurou o ato com um discurso no qual disse que “não é só o primeiro Dia Internacional da Ioga, mas o começo de uma nova era que inspiraria a Humanidade em sua procura de paz e harmonia”. “Da mesma forma que a humanidade avança em várias esferas de desenvolvimento e tecnologia, os indivíduos devem progredir também e a ioga ofereceu uma rota para isso”, declarou o líder antes de pôr-se à frente das longas filas de milhares de iogues em Rajpath, uma avenida emblemática da cidade.dia Ioga
Primeiro-ministro Narendra Modi qualificou o ato como “o princípio de uma nova era” de inspiração para o mundo

A aula coletiva comandada por instrutores e gurus reuniu cerca de 37 mil pessoas, segundo dados da organização, em uma tentativa de novo recorde Guinness, já que o atual está em quase 30 mil iogues. A entidade terá que corroborar a nova marca.

O ato fazia parte de um programa estatal de celebração deste primeiro dia para o qual o governo indiano mobilizou desde semanas atrás milhares de funcionários, militares e estudantes para organizar aulas coletivas de ioga por grande parte do país, além de promovê-las no exterior através de suas embaixadas.
A organização foi acompanhada de uma intensa campanha promocional em meios de comunicação e redes sociais, com uma despesa próxima a 1,5 milhões de dólares só no que diz respeito a sua divulgação no exterior por parte do Ministério do Turismo do gigante asiático.

“Em algumas partes do mundo, os primeiros raios de sol já foram recebidos por gente praticando ioga. Isto continuará no mundo todo”, escreveu Modi no começo do dia em sua conta oficial no Twitter, em referência aos atos programados em 251 cidades de 192 países segundo dados do governo indiano.