Ministros-candidatos abusam da FAB para voos pré-eleitorais - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Ministros-candidatos abusam da FAB para voos pré-eleitorais

esplanadaAntes que seja tarde, os ministros pré-candidatos abusam do conforto dos jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB) em visitas às suas bases eleitorais.

De 20 a 22 de Dezembro pelo menos dois deles fizeram agenda de pré-campanha com desculpa de acompanhar programas.

Escolhido por Lula para disputar o governo de São Paulo, Alexandre Padilha (Saúde) fez seis voos. De São Paulo (Congonhas) para Ribeirão Preto, Marília, Guarulhos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, de volta a Guarulhos e dali para Brasília.

A agenda entrega Padilha: visitas para assinaturas de portarias e liberação de verbas, usualmente realizadas no gabinete. E visitas a hospitais e UPAs – onde recebeu aplausos, sorrisos e abraços.

Candidato à reeleição para a Câmara dos Deputados – e até cotado para o Senado – Pepe Vargas (PT), do Desenvolvimento Agrário, voou para visitas a aliados em Porto Alegre, Santa Maria, Passo Fundo e Caxias do Sul.

Segundo a assessoria, o ministro foi participar de cerimônia de entrega de diplomas de 700 alunos do Pronatec, e entregou máquinas agrícolas. As cidades supracitadas são parte de sua base eleitoral.

Não são poucos os ministros que têm utilizado os jatos da FAB semanalmente para agendas pessoais – uma prerrogativa do cargo. Depois que a Coluna citou o vaivém do ministro da Micro e Pequena Empresa, Afif Domingos, apagado no cargo, em voos semanais de Brasília para casa, e vice-versa, ele passou a citar ‘A serviço’ ao requerer os jatinhos.

O Comando da FAB não pode fazer nada a não ser acatar as ordens do vaivém de suas excelências. O ponto positivo é que os pilotos acumulam experiência.

MADAMES AIR

Uma prova de como a FAB sofre sob a vaidade e comodismo dos ministros: Na noite de Domingo, 22, duas ministras vizinhas deixaram suas cidades de origem rumo a Brasília. Gleisi Hoffmann (Casa Civil) decolou de Curitiba às 19h15. Ideli Salvati, uma hora depois levantou voo de Florianópolis. Num simples telefonema as ministras poderiam negociar carona numa só aeronave e economizar o bolso do pobre cidadão, que além de custear a farra, sofre nos aeroportos lotados e dentro de aviões-gaiolas atrasados.

NATAL DOS MENSALEIROS 

A comida do presídio da Papuda, em Brasília, apesar da divulgação de que não teria menu especial de Natal, teve arroz, feijão, peru com farofa na embalagem de alumínio. A mistura na rotina dos presos é alguma carne de boi ou frango, e suco de fruta.

CHECK IN MINISTERIAL

O Ministério do Turismo , por portaria, criou fiscalização com poder para advertir, multar e até interditar hotéis que não prestarem bons serviços durante a Copa. O ministro Gastão Vieira, do Turismo, está inconformado com a baixa adesão de hotéis à classificação de estrelas criada pelo ministério.

É A CRISE

Os americanos trocaram Madri por uma cidade asiática no projeto de construção de 12 hotéis-cassinos, coisa de US$ 30 bilhões. Estudam a construção na capital do Japão, Coréia do Sul ou em Hong Kong. Deu no Boletim de Notícias Lotéricas.

CONSOLO 

Os pilotos da FAB gostam do Gripen, da sueca SAAB, mas o escolheram por falta de opção. Seu sonho de voo era o russo Sukhoi, o caça mais potente do mundo. O maluco-beleza do ex-presidente da Venezuela comprou uns 20 destes. Coitado do Brasil.

PÓS TEMPORAL 

A Prefeitura de Nova Friburgo, a cidade mais afetada pelas chuvas todos os anos na região serrana do Rio, decidiu destinar os R$1,5 milhão, economizados pela Câmara de Vereadores, para os postos de Saúde e hospitais da cidade.

SOBRE RODAS

A Caixa decidiu entrar na linha de crédito para automóveis, mercado tradicional dos bancos privados, e se deu bem. Registrou, até Novembro, crescimento de 35% nos contratos em relação a 2012. Foram R$ 2,2 bilhões em contratos só este ano.

NOEL CARCEREIRO 

As perguntas que ficam para o Papai Noel que passa pelas delegacias do Maranhão de saco cheio para soltar detentos: quantos saíram antes, e por quanto, e em que unidades?

CIDADANIA

Veja que legal. Os médicos cubanos que atuam no Espírito Santo decidiram ajudar voluntariamente os prejudicados pelas chuvas. No atendimento e no transporte.

 

Folha de São Paulo