Miss Teen Mundial diz que sofre preconceito por ser cearense

miss teen mundialA jovem Eduarda Moreira, eleita Miss Teen Mundial, afirmou que viveu preconceito por ser do Ceará – ela é natural de Canindé, no interior do estado. A menina de 15 anos foi premiada como a adolescente mais bonita do mundo na semana passada.

“Internacionalmente é muito importante para mim mostrar o Ceará, mostrar a garra das pessoas daqui, levar o nome do estado, do país… Tive que mostrar meus hábitos, minhas ações… A gente acaba por servir de exemplo para as meninas do Brasil e do mundo. Mas, desde pequena, minha mãe me deu uma ótima educação. Com isso, não tive muito trabalho”, explicou ao Extra.

Apesar da repercussão positiva, também houve discriminação. ” Foi um prazer enorme mostrar a bandeira do Ceará, que é um estado lindo, para o mundo. Mas, por incrível que pareça, no Brasil, tenho sofrido muito preconceito por ser do Ceará. Já falaram que só pelo meu sotaque eu deveria ser desclassificada, que para eu ter ganho o concurso os meus pais só poderiam ser do Sul… Fico surpresa de, em pleno século 21, as pessoas ainda terem tanto desconhecimento e serem imaturas a esse ponto”, criticou.&nb

Publicidade