Modelo brasileira foi encontrada morta na China - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Modelo brasileira foi encontrada morta na China

camilaA modelo cearense Camila Bezerra, de 22 anos, que morava e trabalhava na China, foi encontrada morta na manhã do dia 1º de janeiro. Segundo a família, devido a data se tratar de um feriado, há dificuldades para obter informações sobre a morte e transportar o corpo. “Lá [na China] falam que ela se jogou [do 14º andar]. Mas não acreditamos nisso. Camila não tinha problemas, era muito religiosa e apegada à família”, destacou a amiga de infância, Bruna Albuquerque.

Bruna conta que a amiga estava na China, em Cantão (Guangzhou Shi), desde agosto. Segundo ela, era a terceira vez que Camila passava temporada morando fora de Fortaleza trabalhando como modelo. “Ela trabalha desde os 12 anos, conhece bem o mercado aqui. Decidiu tentar carreira fora justamente porque aqui não havia mais mercado pra ela”, explicou Bruna. Ainda de acordo com a amiga, a família está com dificuldades para trazer o corpo devido a documentação e alto custo que envolve o transporte. “Nos deram valores absurdos, precisamos que o governo nos ajude”, disse.

O irmão de de Camila, Igor Bezerra, informou ter entrado em contato com o consulado do Brasil na China. O consulado, por meio de e-mail, afirmou que já entrou em contato com a agência de modelos, a qual já havia acionado a polícia.

“Todos os modelos e demais habitantes do alojamento teriam sido interrogados pelos policiais. Ainda não está claro o que exatamente aconteceu, exceto que Camila teria caído pela janela do banheiro”, diz o e-mail. O consulado informou que, na sexta-feira (4), buscará contato com o policial encarregado da investigação para obter mais informações.

Camila Bezerra trabalhava desde os 12 anos como modelo. Ela tinha retorno agendado para agosto de 2013. (Foto: Família/Arquivo Pessoal)Camila Bezerra trabalhava desde os 12 anos como modelo. Ela tinha retorno agendado para agosto de 2013. (Foto: Família/Arquivo Pessoal)

Relatos
Segundo a modelo Shirley Paulino, colega de trabalho de Camila e que está em Fortaleza, os primeiros relatos seriam de que Camila Bezerra saiu com as amigas com quem dividia apartamento para comemorar o réveillon. Durante a festa, a cearense teria ingerido bebida alcoólica e discutido com o namorado, que foi embora. Em seguida, ainda cedo, ela e as amigas foram para casa, pois algumas delas teriam trabalho logo pela manhã.

Ainda segundo Shirley, uma das meninas acordou por volta de 9h. Como estão no inverno, estranhou a porta e a janela do banheiro estarem abertas e, ao olhar pela janela, viu o corpo de Camila fora do prédio. Elas moram no 14º andar.

Bruna Albuquerque, no entanto, afirma que outras versões já chegaram até a família. “Disseram que as amigas foram dormir enquanto ela foi ao banheiro. E como ela demorou resolveram arrombar a porta. Como duas meninas arrombariam uma porta?”, questiona a universitária. Camila Bezerra deveria ficar na China até agosto, quando completaria um ano de trabalho.

 

G1