Moro e especialistas chegam para debater papel do Estado e combate à corrupção

artur cunha lima 001Até as primeiras horas desta quinta-feira, Feriado nacional, os organizadores da Conferência de Direito Internacional revelavam como tudo está checado e em ordem na confirmação da presença de importantes especialistas, a exemplo do Juiz Sérgio Moro, que chegam para participar sexta-feira e sábado deste importante evento liderado pelo Laboratório Internacional de Investigação em Transjuridicidade – LABIRINT – Labirint, da UFPB, e pela Ila Brasil (International Law Association).

De acordo com informações obtidas pelo Portal WSCOM, os advogados Gustavo Rabay e Romulo Palitot, sócios do RBP Advogados, serão palestrantes da Conferência Internacional “Investimento, Corrupção e o Papel do Estado – Um Diálogo Suíço-Brasileiro”, nos dias 27 e 28 de maio de 2016, no Centro Cultural Ariano Suassuna (Tribunal de Contas da Paraíba – TCE/PB).

A Conferência terá palestrantes de renome internacional, das principais universidades do Brasil, de Genebra e da Suiça. Entre eles, o juiz federal Sérgio Moro, professor da UFPR e responsável pela Operação “Lava Jato”, o advogado Napoleão Casado, professor da PUCSP, o embaixador da Suíça André Regli, além dos professores Andreas Ziegler, Marc Bugenberg e Nicolas Bueno, todos da Universidade Lausanne (Suiça). O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Artur Cunha Lima, fará a saudação e abertura do evento no Auditorio “Ariano Suassuna”.

A conferência de abertura será ministrada pelo Procurador Júlio Marcelo de Oliveira, do Ministério Público de Contas da União, responsável por denúncias que resultaram na reprovação das contas do governo federal junto ao TCU.

Serão cinco painéis, formados por experts suíços e brasileiros, que debaterão o papel do Estado na regulação do mercado financeiro e no combate à lavagem de dinheiro e corrupção. Através da comparação entre as experiências da Suíça e do Brasil, objetiva-se conscientizar e discutir soluções para a atual crise política e econômica.

A iniciativa conta com financiamento no âmbito do “Brazilian Swiss Joint Research Programme”, um projeto da Secretaria de Estado da Educação, Investigação e Inovação (SERI) do Governo Federal Suíço, destinado a promover a cooperação acadêmica entre cientistas, laboratórios e organizações baseadas no Brasil e na Suíça.

O evento é promovido pelo Laboratório Internacional de Investigação em Transjuridicidade – LABIRINT – Labirint, da UFPB, e pela Ila Brasil (International Law Association), contando, ainda, com o apoio de várias instituições.

Walter Santos com assessoria