Morre quarto paciente transplantado com coração artificial francês

coração artificialO coração artificial da empresa CarmatCarmat

O quarto paciente transplantado com um coração artificial Carmat morreu nesta quarta-feira (20) vítima de complicações, anunciou a empresa.

“Realizamos um transplante em um paciente em fase terminal, com insuficiência cardíaca. A operação transcorreu sem incidentes e o coração artificial funcionou normalmente. Mas o paciente acabou morrendo de complicações que não estavam ligadas à prótese”, explicou em um comunicado o professor Pascal Leprince, chefe do serviço do Instituto de Cardiologia do Hospital Pitié Salpétrière.

O paciente tinha 58 anos e sofria de insuficiência cardíaca biventricular. Ele já havia sido operado no dia 22 de dezembro do ano passado pela equipe do hospital.

Duas mortes foram causadas por vazamento

O primeiro paciente transplantado com o coração Carmat morreu 74 dias depois da operação, aos 76 anos. O segundo, de 69 anos, morreu 9 meses depois da cirurgia e 4 meses depois de voltar para casa.

As mortes foram causadas por um vazamento que provocou um problema de funcionamento da prótese, segundo a Camart. O terceiro paciente morreu subitamente de uma parada respiratória em 18 de dezembro em 2015. O coração artificial é revestido de materiais biológicos produzidos com tecidos bovinos, que evitam a formação de coágulos e o distingue de outros modelos.

Noticiário Internacional