João Pessoa 15/12/2018

Início » Notícias » Morre segunda paciente de UPA atingida por princípio de incêndio em Campina Grande

Morre segunda paciente de UPA atingida por princípio de incêndio em Campina Grande

Vítima era uma idosa de 79 anos que estava internada na Unidade de Pronto Atendimento, localizada no bairro Dinamérica. Ela foi transferida para o Hospital de Trauma após o incêndio.

Morre segunda paciente de UPA em Campina Grande que foi transferida após incêndio — Foto: João da Paz/Ascom Trauma de Campina GrandE

Uma idosa de 79 anos morreu na tarde desta sexta-feira (23) após ser transferida da UPA Dinamérica para o Hospital de Trauma de Campina Grande. A transferência foi feita porque houve um princípio de incêndio, na manhã desta sexta-feira, na unidade hospitalar em que a paciente estava internada.

A causa da morte de Maria Julia Santos Leite ainda não foi identificada, mas a médica que atendeu a paciente não descarta a possibilidade de que ela tenha inalado fumaça durante o acidente. Segundo a médica Maria Augusta Almeida, a idosa já deu entrada no Hospital de Trauma da cidade em estado grave e respirava com ajuda de aparelhos.

O corpo dela foi encaminhado paro Núcleo de Medicina e Odontologia Legal de Campina Grande. Segundo informações do órgão, a perícia que deve apontar as causas da morte só será feita no sábado (23).

O local foi isolado durante uma hora para análise do Corpo de Bombeiros. O atendimento já foi retomado.

Entenda o caso

Um princípio de incêndio foi registrado na manhã desta sexta-feira (23) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Adhemar Dantas, no bairro Dinamérica, em Campina Grande. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as características do local apontam que um respirador explodiu e causou o princípio de incêndio na ala vermelha da unidade de saúde.

Segundo a assessoria da Secretaria de Saúde do município, o respirador teria explodido após sofrer uma pane elétrica, o que provocou uma combustão próximo ao local onde uma equipe médica realizava um procedimento de ressuscitação em um paciente que estava internado na unidade desde a quarta-feira (21).

Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, Francisco Ramos da Silva, de 31 anos, estava internado na unidade de saúde em estado grave. A assessoria informou que a morte dele foi constatada durante o princípio de incêndio, mas que não há relação com o incidente.

G1-PB