Movimentos sociais fecham BR 230 em protesto de uma nova concessão pública para Santa Rita - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Movimentos sociais fecham BR 230 em protesto de uma nova concessão pública para Santa Rita

protesto ooCerca de mais de mil pessoas entre eles os grupos flor mulher e movimento em prol da juventude fecharam nesta tarde desde as 15hs com a concentração na Praça de Tibiri ll, com queima de pneus , madeira e pedras próximo a Masa, um protesto ao acidente de que gerou três mortes e deixou 42 acidentados e uma nova concessão de uma nova empresa para a cidade de Santa Rita.

O protesto que teve início às 16hs e que permanece até o presente momento na divisa de Santa Rita e Bayeux, dos quais, o manifesto exige a presença do governador Ricardo Coutinho ou algum representante do DER, que até o momento não compareceu ninguém para atender os manifestantes e quem chegou foi a Polícia Rodoviária Federal pedindo para liberar o trânsito, pelo os quais não os manifestantes não o atenderam.

Mais uma vez os protestos voltaram ás ruas devido a um ônibus da empresa rodoviária Santa Rita incendiou na manhã desta sexta-feira (4), na Br 230, colocando mais uma vez em risco a vida da população que há poucos dias provocou mortes e deixando feridos. O protesto não tem hora programada para terminar.

Segundo Natasha Sousa que é uma dos manifestantes que está na Br 230 desde as 15h, disse que o movimento é em protesto principalmente para abrir concessão para outras empresas venham prestar um novo serviço a população e a saída da servidora Neuza que é coordenador de fiscalização de trafego que após o acidente não veio até a empresa inspecionar os ônibus.

O movimento continua com pneus queimados interrompendo a passagem de veículos desde 16hs, com cartazes e o manifesto não tem hora pra Pará, os manifestantes exigem a presença de autoridades para que sejam  atendida suas solicitações ou encaminhamentos para próxima semana sentar e discutir com as autoridades estadual e municipal. O protesto vem causando um prejuízo enorme para as pessoas que vem de Campina Grande para a capital e de quem precisa se deslocar para chegar na região metropolitana de João Pessoa no sentido Bayeux, Santa Rita, Cruz do Espírito Santo, inclusive o protesto se estendeu por no centro da cidade de Bayeux.

PROTESTO UMprotesto seis

 

 

 

 

 

 

 

protesto quatro

protesto cinco

 

 

 

 

 

 

 

protesto sete

protesto tres

 

 

 

 

 

 

protesto nove

protesto oito

 

 

 

 

 

 

 

protesto doze protesto na br

 

 

 

 

 

 

protesto onze

protesto nove

 

 

 

 

 

 

 

Lamartine do Vale com Otoniel Maurício, do Paraíba Urgente.