Mulher degola e enterra a cabeça de colega de trabalho por ‘ciúme obsessivo’

Investigada assumiu que matou, degolou e enterrou cabeça de colega de trabalho, mas alegou legítima defesa – Reprodução/Internet
A francesa Sophie Masala, de 55 anos, está sendo julgada nesta semana pelo assassinato premeditado de Maryline Planche, de 52 anos. Ao que indicam as evidências do caso, Sophie matou, degolou e enterrou a cabeça de Planche. À justiça, ela confessou o caso.
A vítima foi morta dentro de um apartamento localizado em Toulouse, no Reino Unido, em maio de 2016, mas o caso só entro em julgamento agora.
As duas eram colegas de trabalho em uma agência governamental responsável por cuidar de deficientes. Segundo informações apuradas pelo Times do Reino Unido, ciúmes profissionais teriam motivado o crime.
Masala teria desenvolvido um ‘ciúme obsessivo’ pela companheira de profissão no convívio diário, segundo os promotores responsáveis pelo caso.
A suspeita é que Sophie tenha atacado a colega com uma garrafa de vinho. Uma semana após o crime, ela teria voltado ao apartamento com uma serra elétrica para degolar Maryline, conforme informações do relatório policial.
Uma colher foi usada para abrir um buraco em um jardim público. A intenção era enterrar a cabeça de Planche. Diante da justiça, Masala admitiu o assassinato, mas alegou legítima defesa. Caso seja condenada, será condenada à prisão perpétua.
A previsão é que o julgamento do caso seja concluído nesta sexta-feira (25).
O Dia