Mulher é presa em flagrante comercializando aves silvestres abatidas

A mulher foi autuados em multada em R$ 17 mil (Foto: WhatsApp)

Uma mulher foi presa neste domingo (15) por vender aves silvestres abatidas de forma ilegal no mercado público de Campina Grande. Patrícia Ferreira da Silva Melo, estava com 34 arribaçãs, e foi presa em flagrante pela Polícia Ambiental.

Ela foi conduzida até a central de polícia civil onde foi feito o procedimento criminal por vender animais silvestres sem autorização e foi aplicada uma multa de R$ 17 mil.

De acordo com o Ibama, quem for pego caçando arribaçãs responde por crime de caça predatória e pode pegar de seis meses a um ano de prisão, além de pagar uma multa de R$ 500 por cada ave apreendida.

Em João Pessoa, uma operação da Polícia Ambiental apreendeu mais de 40 aves que estavam sendo comercializadas no mercado de Oitizeiro. Duas pessoas foram presas e conduzidas à Central de Polícia no bairro do Geisel.

ClickPB