Mulher vítima de explosão de gás morre, após 7 dias na UTI; marido é suspeito - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Mulher vítima de explosão de gás morre, após 7 dias na UTI; marido é suspeito

RURUMorreu na manhã desse domingo (5) a mulher de 43 anos que sofreu queimaduras em cerca de 70% do corpo após um botijão de gás explodir na residência onde ela morava na cidade de Santa Luzia, a 260 km de João Pessoa. A polícia investiga para saber se o marido da vítima seria o responsável por provocar o fogo e pelo que pode ser um homicídio.

O companheiro dela, um homem de 34 anos, pretendia matá-la e depois cometer suicídio. Ele também foi ferido e assim como a esposa, foi internado, mas saiu da situação grave e se recupera bem.

Ela permaneceu internada por sete dias, desde a madrugada de 28 de setembro, no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga, em Campina Grande.

Segundo testemunhas, ela fabricava louças de maneira artesanal, era presidente da Associação das Louceiras Negras da Serra do Talhado e a representante da comunidade quilombola, também em Santa Luzia.

A mulher deixou quatro filhos, sendo três adolescentes e um com 22 anos.

 

Portal Correio