Multa por ultrapassagem sobe de R$ 191 para R$ 1.915 e 'racha' pode dar até 10 anos de cadeia - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Multa por ultrapassagem sobe de R$ 191 para R$ 1.915 e ‘racha’ pode dar até 10 anos de cadeia

multa velocidadeOs brasileiros que realizarem ultrapassagens indevidas ou praticarem rachas nas vias do país agora terão punições mais severas. Mudanças do Código de Trânsito Brasileiro foram confirmadas através de uma lei sancionada pela Presidenta Dilma Rousseff nesta segunda-feira (12), que prevê um aumento de mais de 1000% nas multas em casos em que o condutor realize ultrapassagem forçada.

A lei começa a vigorar no dia 1º de novembro e deve pesar no bolso dos motoristas imprudentes, passando de R$ 191 para R$ 1.915,40; equiparando-se a multa da Lei Seca. O infrator também corre o risco de ter a habilitação suspensa.

Pelo texto sancionado, o motorista que ultrapassar pelo acostamento, deverá ter a multa multiplicada por cinco e se forçar a ultrapassagem em vias de mão dupla, a multa deve ser multiplicada por dez.

Os rachas também estão presentes no texto, que prevê a reclusão de seis meses a três anos para quem disputar o ‘pega’. Em caso de lesão corporal, o condutor responsável pode ter que cumprir de três a seis anos de prisão.se houver vítimas fatais decorrentes da prática das corridas ilegais, a pena sobe e deve ficar entre cinco e dez anos.

Os condutores que praticarem o racha, além das penas, deverão pagar a multa que também é no valor de R$ 1.915,40, podendo ser dobrada em caso de infrator reincidente.

Leia também;

Jovens mortos em acidente na PB são velados e sepultados; pai viu filhos presos nas ferragens

Dois irmãos que morreram em um acidente no interior da Paraíba foram velados em uma central de velórios do bairro de Jaguaribe, em João Pessoa, e sepultados no final da tarde desta sexta-feira (25), no cemitério do Cristo Redentor, na Zona Sul da Capital. O terceiro jovem que morreu na mesma tragédia foi velado e sepultado na cidade de Juru, onde mora a maior parte dos familiares.

João Paulo Ramos de Oliveira, 24 anos, Rafaela Tainá de Oliveira, 19 anos e Nicolas Cesar de Oliveira, 15 anos, morreram após o carro que eles conduziam pela PB-306, estrada que fica entre Juru e Água Branca, a cerca de 400 km de João Pessoa, bater de frente com um caminhão pipa.

Em João Pessoa, parentes explicaram os motivos da viagem dos três e relataram ainda que não sabem o que pode ter provocado o acidente. Segundo os relatos de familiares, o pai dos dois irmãos chegou ao local da colisão pouco depois do acidente e ainda viu os corpos dos filhos sendo retirados pelas equipes do Corpo de Bombeiros.

Assista à matéria exibida na TV Correio HD.

O acidente aconteceu na localidade conhecida como ‘Ladeira da Ponte de Deoclécio’, entre as cidades de Juru e Água Branca, a cerca de 400 km de João Pessoa, no Sertão da Paraíba. Dois dos jovens eram namorados, eles morreram na hora após ficarem presos nas ferragens. Já o irmão da jovem ainda foi socorrido, mas morreu dentro de uma ambulância do Samu, conforme disse o coordenador da unidade da cidade de Princesa Isabel, Leonardo Campos.

Segundo informações da Companhia de Polícia Militar em Princesa Isabel, os jovens viajavam com destino a cidade de João Pessoa – onde residiam – quando o carro em que eles vinham se chocou frontalmente com um caminhão pipa. As vítimas moravam no bairro de Valentina Figueiredo, Zona Sul de João Pessoa.

“A primeira informação foi de que o Gol Prata onde vinham os jovens teria invadido a faixa contrária e bateu de frente com o caminhão. O casal de namorados – que estava no banco da frente – morreu na hora, preso às ferragens”, disse o cabo Queiroz.

 

Morreram na hora João Paulo Ramos de Oliveira, 24 anos, e Rafaela Tainá de Oliveira, 19 anos. Nicolas Cesar de Oliveira, 15 anos, veio a óbito dentro de uma Unidade de Suporte de Avançado do Samu quando era removido para o Hospital Regional de Patos.

João Paulo era estudante do curso de Informática e Rafaela fazia Administração e trabalhava na empresa Compel. Os corpos foram levados para o Núcleo de Medicina Legal da cidade de Patos.

PM: motorista estaria fazendo ‘pega’ a 100 km/h em acidente que matou dois na Epitácio, em JP

Colisão ocorreu durante a madrugada, no encontro entre as avenidas Ruy Carneiro e Epitácio Pessoa, dois principais corredores de João Pessoa
  • Jovens morreram no local

 Duas pessoas morreram em um grave acidente registrado na madrugada deste sábado (26) no bairro de Tambauzinho, em João Pessoa. Os amigos que estavam em uma moto foram atingidos por um carro que estaria em alta velocidade.

Segundo a Polícia Militar, a colisão ocorreu no cruzamento entre as avenidas Ruy Carneiro e Epitácio Pessoa, dois principais corredores da Capital. A PM informou que o condutor do carro estaria a cerca de 100 km/h, o dobro da velocidade permitida para aquele trecho, quando bateu nos amigos que voltavam de uma festa na praia.

Testemunhas informaram que o motorista estaria fazendo ‘pega’ com outro condutor. Ele foi preso, levado para a delegacia, mas negou o que foi relatado pelas pessoas que presenciaram a ocorrência. O outro motorista que também estaria participando do suposto ‘racha’ não foi localizado. Apesar dessas informações das testemunhas, as causas da tragédia ainda são investigadas.

A Ruy Carneiro está entre as avenidas que mais registram acidentes em João Pessoa e também é uma das seis que ganharam nova forma de fiscalização para o controle de velocidade máxima, estabelecido em 50 km/h. Oassunto gerou polêmica e provocou revolta entre motoristas e internautas.

 

Portal Correio