Multidão de fieis participa de encerramento da festa dos 100 Anos da Diocese de Cajazeiras

100 anos da igreja católica CajazeirasA Igreja Católica celebrou com um grande evento esse sábado (27) o Centenário da Diocese de Cajazeiras. Uma multidão de féis esteve presente em um momento único para a comunidade cristã.

Caravanas de 54 municípios foram recebidas pelos fieis das cinco paróquias de Cajazeiras. A concentração ocorreu na Avenida Juvêncio Carneiro.

Na avenida acontece a Concelebração Eucarística presidida pelo Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Antonio Fernando Saburido com a participação de padres, do bispo da Diocese e de outros bispos.

Na ocasião, o arcebispo emérito de Natal e ex-bispo da Diocese de Cajazeiras, Dom Matias Patrício de Macêdo falou sobre a satisfação de celebrar os 100 anos da Diocese em que passou dez anos. “Foi em Cajazeiras que aprendi a ser bispo”, disse.

O arcebispo emérito parabenizou o atual bispo Dom José Gonzales por ter continuado serviços importantes para Cajazeiras e alfinetou a classe política: “Diferente de alguns políticos que não concluem o trabalho iniciado pelo gestor anterior, as obras da Diocese continuam caminhando”.

O arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto elogiou a vibração do povo na celebração do centenário da Diocese de Cajazeiras que durou mais de um ano. “É importante essa nossa doação para que haja o crescimento do povo de Deus”, disse.

O bispo Dom José agradeceu a todos que estiveram presentes o evento e disse que a celebração de encerramento foi fruto de um trabalho em conjunto.

O arcebispo de Natal, Jaime Vieira disse que o Centenário da Diocese de Cajazeiras é algo muito marcante que marca a unidade da igreja. “É um sinal bonito de comunhão da igreja. O povo de Deus fica feliz”, disse.

O fim da peregrinação da imagem de Nossa Senhora da Piedade também marcou o encerramento da comemoração do centenário. A imagem andou por um ano e quatro meses as 61 paróquias da Diocese. Nessa sexta-feira (26) ocorreu a benção e inauguração do marco construído ao lado da Catedral Nossa Senhora da Piedade.

Diário do Sertão