Na Copa América, Argentina vence jogo nervoso contra o Uruguai: 1 a 0

argentina vence ururguaiAgüero se antecipa a Gimenez para abrir o placar para a Argentina – MARCOS BRINDICCI / REUTERS
  Provavelmente no jogo mais nervoso da Copa América até agora, a Argentina se reabilitou do tropeço (2 a 2 com o Paraguai) e derrotou o Uruguai nesta terça-feira, em La Serena. De cabeça, Agüero marcou o gol da vitória por 1 a 0, que leva os ‘hermanos’ à liderança do Grupo B, com quatro pontos, ao lado dos paraguaios, que bateram a Jamaica por 1 a 0. Já os uruguaios aparecem em terceiro, com três.

Na última rodada, sábado, os argentinos encaram os jamaicanos, enquanto Uruguai e Paraguai vão medir forças.

O primeiro chute a gol da partida veio aos cinco minutos. Agüero foi lançado na área uruguaia. O atacante dominou, e o chute saiu prensado para escanteio. Três minutos depois, outro bom ataque argentino. Pastore rolou para Di María na área, pelo lado direito, que chutou e Muslera defendeu em dois tempos. Aos 11, já pelo lado esquerdo, Di María chutou com perigo, para fora.

Aos 18, Messi sofreu falta na entrada da lateral direita da área adversária. O próprio camisa 10 argentino bateu a falta, sem perigo. No minuto seguinte, Messi rolou para Pastore, que bateu de fora da área, rasteiro, e Muslera defendeu sem problemas.

O Uruguai, enfim, chegou com perigo aos 21. Lodeiro cobrou escanteio, e Godin cabeceou rente à trave direita de Romero.

MUSLERA SALVA

Aos 24, Messi lançou na área na cabeça de Agüero, que cabeceou para o chão e só não abriu o placar porque Muslera fez ótima defesa.

Uruguaio Muslera fez ótima defesa no primeiro tempo – Ricardo Mazalan / AP

O time uruguaiio deu o troco aos 28. Maxi Pereira fez boa jogada pela direita, cruzou da linha de fundo, e Rolán cabeceou para fora.

Principal esperança de gols dos uruguaios, Cavani só apareceu no primeiro tempo ao pegar de primeira e mandar para fora, sem perigo. Foi o último lance da etapa inicial.

Com 30 segundos do segundo tempo, Maxi Pereira bateu cruzado, e Romero fez sua primeira defesa na partida. Aos 8, Cavani foi lançado em contra-ataque, e o goleiro argentino saiu da área para afastar o perigo.

Na primeira chance que teve na etapa final, a Argentina abriu o placar. Aos 11, Zabaleta fez ótima jogada pela direita, cruzou da linha de fundo, e Agüero, de cabeça, fez o gol. Foi o suficiente para incendiar a torcida argentina.

TEMPO FECHA

Aos 25 minutos, argentino Rojo empurrou Gimenez na área argentina e o tempo fechou, mas Sandro Meira Ricci sequer mostrou cartão amarelo. No minuto seguinte, Messi sofreu falta de Arévalo-Rios e encarou o lateral adversário.

Rolan desperdiçou a chance do empate aos 29. Romero soltou a bola na pequena área, e o atacante uruguaio chutou por cima.

Messi voltou a aparecer bem aos 37. Tévez, que acabara de entrar no lugar de Agüero, rolou para trás. O camisa 10 bateu forte, e Muslera espalmou para escanteio.

ROMERO EVITA EMPATE

Aos 44, Romero evitou o empate, ao fazer defesa de muito reflexo em chute forte de Abel Hernandez da entrada da área.

ARGENTINA 1 X 0 URUGUAI

Local: Estádio La Portada, em La Serena (CHI)

Público: 17014 presentes

Árbitro: Sandro Meira Ricci (BRA)

Auxiliares: Emerson de Carvalho (BRA) e Fabio Pereira (BRA)

Gol: Agüero (11’/2°T) 

Cartões amarelos: Lodeiro (URU), Mascherano (ARG), Godín (URU), Rojo (ARG), Álvaro Pereira (URU)

ARGENTINA: Romero, Zabaleta, Garay, Otamendi e Rojo; Mascherano, Biglia e Pastore (Banega, 33’/2°T); Di María (Pereyra, 43’/2°T), Messi e Agüero (Tevez, 35’/2°T). Técnico: Gerardo Martino

URUGUAI: Muslera, Maxi Pereira, Godín, Giménez e Álvaro Pereira; Arévalo Ríos, González, Lodeiro (Abel Hernández, 24’/2°T) e Crístian Rodríguez (Sánchez, 18’/2°T); Rolán e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez.