Na estreia de Zé Ricardo, Guerrero encerra seca de gols e Inter afasta o Bahia do G6

Com dois gols de Paolo Guerrero, que encerrou seca de sete jogos sem marcar, o Internacional, na estreia de Zé Ricardo, venceu o Bahia, na Fonte Nova, por 3 a 2, para afastar o rival do G6 do Campeonato Brasileiro.  O Colorado chega a 45 pontos e sobe para a quinta posição, deixando o Tricolor, com 41, em oitavo lugar.  Inter domina, mas não marca O Internacional amassou o Bahia no campo de defesa nos primeiros minutos. Pelo alto, ou em jogadas trabalhadas no chão, os gaúchos foram perigosos.

 

Os baianos não conseguiam sair da defesa. Victor Cuesta quase marcou de cabeça depois de levantamento na área. A bola pegou nas duas traves e seguiu em jogo. Wellington Silva tentou pelo chão, mandando forte chute que acabou espalmado por Douglas.  Neilton tentou quase do mesmo lugar que Wellington, mandando bola um pouco mais alta, que saiu por cima do gol. Era jogo de um time só. Na área, Guerrero também ameaçou, mas parou em Douglas.

 

Amassado durante boa parte da primeira etapa, a equipe de Roger Machado teve um pouco de respiro nos minutos finais, com o rival já  mais cansado. O Tricolor, porém, pouco ameaçou no ataque.  Fim da seca Na volta do intervalo, enfim, o Colorado transformou a superioridade em bola na rede. A jogada começou na direita com Heitor, passou por Parede e Guerrero colocou fim a seca de gols que vivia.

 

O segundo saiu logo na sequência. A zaga tricolor recuou mal bola com Nino Paraíba e Guilherme Parede aproveitou, passando por Douglas para colocar mais uma para dentro.  Os donos da casa não esboçavam qualquer tipo de reação: a torcida gritava “olé” no toque de bola adversária.

 

Mas um pouco de sorte ajudou: Artur mandou chute no cantinho, a bola bateu na trave, voltou em Lomba e morreu no fundo da rede.  O gol mudou a cara do jogo, e o estádio voltou a jogar a favor dos baianos. Nino tentou aproveitar e cruzou da direita para Fernandão, que tocou de cabeça, mas parou em Lomba.

 

A animação do Bahia foi freada em contra-ataque. A jogada, rápida, foi puxada por Edenílson, que abriu para Guerrero. O peruano levou para a direita e bateu no cantinho para abrir 3 a 1.  Mesmo com o gol sofrido, os tricolores seguiram fazendo um bom segundo tempo e Juninho, com belo arremate, voltou a descontar. Mas já não havia tempo para reação, e o G6 fica mais longe…

O Gol