Na volta de Pedro, Flu bate Santa Cruz e abre boa vantagem na Copa do Brasil

Na volta de Pedro, Flu bate Santa Cruz e abre boa vantagem na Copa do Brasil

O Fluminense não encontrou dificuldade para abrir vantagem diante do Santa Cruz na quarta fase da Copa do Brasil. Jogando no Maracanã, os comandados de Fernando Diniz fizeram valer o estilo de jogo de seu treinador e, com certa tranquilidade, venceram, por 2 a 0. O duelo marcou a volta de Pedro aos gramados após grave lesão. O centroavante atuou em grande parte da segunda etapa. Com a vitória, o Tricolor das Laranjeiras cria uma situação confortável para o jogo de volta, podendo perder até por um gol de diferença para avanças às oitavas de final da competição.

Superioridade e vantagem O Fluminense começou a partida apresentando seu cartão de visitas para o Santa Cruz. Logo aos 24 segundos, Luciano deu belo passe de calcanhar para Yony González, que bateu firme e obrigou Anderson a dar rebote. Na sobra, o colombiano, livre na pequena área, acabou mandando para fora. Pouco depois, foi a vez de Allan arriscar de fora, mas o volante tricolor exagerou na força e a bola subiu demais.

A pressão dos donos da casa era intensa. O Santa Cruz mal conseguia passar da faixa central com a pelota nos pés. A estratégia dos pernambucanos era clara: se defender e buscar uma chance para matar o jogo. Tamanha passividade dos visitantes aumentou o ímpeto dos cariocas. Até que, aos 18, Gilberto fez boa jogada pela direita, tabelou com Yony González e mandou para o gol. A bola ainda contou com desviou na marcação antes de balançar as redes no Maracanã. Flu em vantagem. A abertura do placar não alterou o panorama da partida.

O Fluminense seguiu controlando as ações, trocando passes, enquanto o Santa se limitou a ficar no campo de defesa, buscando fechar os espaços. Não conseguiu. O Tricolor Carioca continuou tendo espaços pelo lado direito. Foi por lá que Yony acionou Gilberto, que, de calcanhar, serviu Luciano. O camisa 18 pegou de primeira, bonito, na gaveta. Golaço! O terceiro tento parecia questão de tempo.

A supremacia mandante era cada vez mais consolidada. Luciano, sempre ele, em mais um lance que os comandados de Fernando Diniz envolveram o adversário, teve três chances na mesma jogada para ampliar o marcador, mas acabou desperdiçando. Flu administra e vence O resultado era bom, mas Diniz queria mais. O técnico do Flu adiantou sua equipe sacando Airton e promovendo a estreia de Léo Artur.

No entanto, a substituição mais esperada da partida veio acontecer pouco depois, mas não pelo melhor motivo. Após sete meses parado por uma grave lesão no joelho, Pedro foi chamado para o lugar de Yony González, que acabou sentindo uma entorse e deixou o gramado com dores. Com a volta do intervalo, o time da casa permaneceu com o controle da paritda, mas com o ritmo mais cadenciado.

O Santa, por sua vez, até que tentava se aventurar um pouco mais no campo de ataque, mas encontrava dificuldade na criação das jogadas. Mesmo sem a intensidade de outrora, o time das Laranjeiras chegava com facilidade à meta adversária. Aos 30, Matheus Ferraz aproveitou cobrança de escanteio e testou firme. Anderson deu rebote, e Luciano mandou para as redes. A arbitragem, no entanto, de forma equivocada, assinalou o impedimento.

O atacante tinha condição no momento da finalização. De volta aos gramados, Pedro se esforçou, teve boa movimentação e até teve chances para marcar o terceiro. A principal delas em cobrança de falta, que passou rente à trave e foi pela linha de fundo.

O Gol