Nadal já lidera ranking da temporada e Ashleigh Barty vira vice-líder

Nadal já lidera ranking da temporada e Ashleigh Barty vira vice-líder

Rafael Nadal

Rafael Nadal conquistou o seu 12º título em Roland Garros (Foto: Kai Pfaffenbach/Reuters)

Roland Garros trouxe mudanças significativos nos rankings da ATP e da WTA, atualizados nesta segunda-feira. No masculino, o 12º título de Rafael Nadal mudou a lista da temporada, que define os classificados para o ATP Finals. E, no feminino, a campeã Ashleigh Barty subiu para o segundo posto do ranking, sua melhor da carreira até agora.

Defendendo o troféu e os pontos conquistados no ano passado, Nadal segue na segunda colocação da ATP. Mas, apesar do novo título, está mais distante de Novak Djokovic. O sérvio ampliou a vantagem na primeira colocação porque fez neste ano (semifinal) melhor campanha em Roland Garros do que no ano passado (quartas de final).

O número 1 do mundo ostenta agora 12.715 pontos, contra 7.945 do espanhol. Esta distância só deve diminuir mais perto da reta final da temporada, quando o sérvio poderá ter sob risco o topo do ranking. Correndo por fora nesta disputa, o suíço Roger Federer (6.670) se aproximou de Nadal. Como não esteve em Paris em 2018, ele apenas somou pontos neste ano, ao parar na semifinal.

No ranking que leva em conta somente os pontos obtidos neste ano Nadal assumiu a liderança, desbancando Djokovic. Tenista mais consistente da temporada até agora, o espanhol ficou perto de garantir por antecipação a vaga no ATP Finals, torneio que reúne os oito melhores da temporada, em novembro, em Londres.

Na lista tradicional, que soma a pontuação obtida nos últimos 12 meses, o Top 10 sofreu apenas duas mudanças. O russo Karen Khachanov e o italiano Fabio Fognini ganharam duas posições cada e agora aparecem em 9º e 10º lugar, respectivamente.

Já o argentino Juan Martín del Potro deixou a lista dos dez melhores e figura agora em 12º. Na contramão do argentino estão o suíço Stan Wawrinka e o francês Benoit Paire. O primeiro galgou dez lugares e agora é o 19º. Paire subiu 10 postos e figura em 28º.

Entre os brasileiros, os quatro melhores vivem situações opostas. Thiago Monteiro e João Menezes subiram três e 13 posições, respectivamente, para 109º e 274º. Já Rogério Dutra Silva e Thomaz Bellucci sofreram fortes quedas, de 23 e 37 colocações, para 230º e 258º.

FEMININO – Na lista da WTA, a estrela da atualização desta segunda é a australiana Ashleigh Barty. Ao se sagrar campeã de um Grand Slam pela primeira vez na carreira, ela subiu seis posições para a vice-liderança, sua melhor posição até agora. A tenista de 23 anos ficou próxima até de superar a japonesa Naomi Osaka, atual número 1 do mundo. Apenas 136 pontos separam as duas tenistas.

A tcheca Karolina Pliskova perdeu um posto e caiu para a terceira posição. A holandesa Kiki Bertens sustentou a quarta posição, enquanto a tcheca Petra Kvitova subiu para o quinto posto, ao trocar de lugar com a alemã Angelique Kerber, nova sexta colocada. A sétima posição pertence agora à ucraniana Elina Svitolina, que galgou duas colocações.

Ex-líder do ranking e então número dois do mundo, a romena Simona Halep foi quem mais caiu no Top 10. Ao não defender o título obtido em 2018, ela perdeu cinco posições e agora é a oitava colocada geral. Vice-campeã no ano passado, a norte-americana Sloane Stephens também caiu, para o nono lugar.

A bielo-russa Aryna Sabalenka, ganhando uma posição, fecha o Top 10. Mas é seguida de perto pela norte-americana Serena Williams, atual 11ª colocada.

Outros destaques da atualização desta segunda fora a tcheca Marketa Vondrousova e a norte-americana Amanda Anisimova. Vondrousova surpreendeu ao alcançar a final em Roland Garros. E, por isso, ganhou 22 posições. É a atual 16ª colocada do mundo no momento. E Anisimova subiu 25 postos: é a 26ª da WTA.

Entre as brasileiras, o saldo foi positivo nesta segunda. Beatriz Haddad Maia perdeu um posto (125º), mas Carolina Meligeni Alves e Gabriela Cé subiram 19 colocações cada, para 324º e 326º.

Band