Ceará estraga festa e derrota o Inter no Beira-Rio

Elton fez o gol que garantiu o Ceará na vice-liderança

Elton fez o gol que garantiu o Ceará na vice-liderança (Foto: Fernando Alves/Agência Free Lancer/Estadão Conteúdo)

A festa estava armada com recorde de público, recorde de partidas de D´Alessandro (387) – empatando com Falcão como o 10.º jogador que mais vestiu a camisa do time – e o acesso cada vez mais próximo. Um convidado, no entanto, acabou estragando tudo: o Ceará. Neste sábado, o time nordestino derrotou o Internacional por 1 a 0, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 32.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, e jogou um balde água fria na torcida colorada.

Apesar do tropeço, o Internacional segue tranquilo na liderança com 61 pontos, mas adiou a confirmação do acesso. O time buscava a sua 10.ª vitória seguida em casa. O Ceará, por sua vez, assumiu a vice-liderança com 58 pontos, na frente do América-MG (57) e do Paraná (56). Veja aqui a classificação completa.

O Internacional começou fazendo pressão, controlando a bola no campo de ataque e encurralando o Ceará. Apesar da superioridade e grande presença ofensiva, o time da casa não conseguiu furar o bloqueio imposto pelos visitantes e praticamente não finalizou.

Com o passar o tempo, o Ceará conseguiu equilibrar as ações e criou a primeira chance de gol aos 22 minutos. Elton cortou a bola no meio de campo, esperou ela quicar e bateu firme, de primeira, assustando o goleiro Danilo Fernandes.

Os donos da casa tentaram responder em finalizações de longa distância de Edenílson e D´Alessandro, mas Everson conseguiu levar a melhor e conseguiu levar o empate aos vestiários.

O Ceará começou o segundo tempo ligado e exigiu grande defesa de Danilo Fernandes logo no primeiro minuto em chute de fora da área de Ricardinho. O Internacional respondeu na mesma moeda, aos 10. Depois de cobrança de escanteio, Willian Pottker desviou de cabeça e Everson fez uma grande defesa. No rebote, Charles, livre, empurrou para fora.

Em meio à agitação do segundo tempo, o Ceará abriu o placar aos 16 minutos. Em boa troca de passes, Lima recebeu, girou em cima da marcação e rolou para Elton empurrar para o fundo das redes.

O Internacional sentiu a falta do centroavante Leandro Damião e Guto Ferreira foi obrigado a mexer no time para tentar dar um novo gás no ataque. Camilo e o uruguaio Nico López foram a campo mas o goleiro Everson seguiu roubando a cena no Beira-Rio.

Aos 23 minutos, o goleiro fez dois pequenos milagres no mesmo lance. Primeiro em chute cruzado de Uendel, depois no rebote de Camilo. No meio da pressão, o Ceará conseguiu se segurar e garantiu a vitória que o deixou bem perto da elite nacional em 2018. Ao final do jogo, a torcida vaiou. O capitão D´Alessandro não gostou e se dirigiu à torcida gritando e sinalizando para não vaiar. Alguns aplaudiram, outros não. A tradicional despedida do time unido dentro de campo terminou com o capitão puxando seus companheiros cabisbaixos para os vestiários.

Os dois times voltam a jogar na próxima sexta-feira, às 19h15, pela 33.ª rodada. O Internacional recebe o CRB, novamente no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, enquanto que o Ceará visita o Juventude, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

Band