Naturista faz carta de repúdio ao "Pânico na Band" por reportagem em Tambaba - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Naturista faz carta de repúdio ao “Pânico na Band” por reportagem em Tambaba

naturistaNa madrugada desta segunda-feira (21), um membro da comunidade naturista da praia de Tambaba, Rosana Diniz, emitiu uma carta de repúdio, em seu perfil do Facebook, à reportagem veiculada, em rede nacional, neste domingo (20), pelo programa “Pânico na Band”. Desde então, várias outras pessoas naturistas – ou não – compartilharam a carta na rede social, apoiando Rosana.

A equipe do programa levou Eros Prado, interpretando o repórter “Incoveniente”, e Ana Paula Leme, intitulada apenas de “Gostosa” no site do programa, para a praia localizada na cidade do Conde. Ao chegarem no local, os dois realizaram um striptease ao tirarem suas roupas. Esta atitude foi apenas a primeira de várias atitudes, ao longo da reportagem, que os membros naturistas repudiaram.

Segundo Rosana, os naturistas buscam a aceitação e liberação do corpo, independentemente dos padrões impostos pela sociedade. A atitude do “Pânico” seria uma afronta direta ao ambiente e estilo de vida deles, pois fez
“chacota” de um assunto sério. Desrespeitando a camunidade por completo, em seu próprio habitat.

Abaixo segue a carta de repúdio completa:

“CARTA de REPÚDIO

Assistimos agora à reportagem do programa de entretenimento “Pânico na BAND” sobre a Praia de Tambaba… Estamos com vontade de chorar ao ver nossas práticas serem retratadas de maneira tão sensacionalista, mentirosa e distorcida.

No início da reportagem, os repórteres fizeram uma dançinha sensual ao tirarem suas roupas deixando toda nossa comunidade constrangida e revoltada, depois a situação piorou quando incentivando as piadinhas maliciosas sobre as partes íntimas dos Nudistas o programa em questão só reforçou estereótipos preconceituosos, sexistas e discriminatórios sobre a prática do naturismo (convivemos com naturistas e esses lidam com o tema com seriedade e respeito mútuo).

O problema nesse tipo de reportagem é que abrange até a nós que frequentamos e praticamos o naturismo, não como muitos julgam, mas porque buscamos liberdade e acreditamos na quebra de paradigmas opressores em relação aos nossos próprios corpos, seja individual ou social.

Repudiamos a atitude do programa, seus incentivadores e apoiadores, pois além de ridicularizarem de maneira extremamente ofensiva as nossas práticas libertárias, tal reportagem prejudica todo o nosso processo de aceitação com nosso corpo e com o corpo do outro, criando segregações e preconceitos ainda maiores que os já existentes.

Estamos sentindo como se o nosso local sagrado fosse profanado. Só não entendemos como exibicionistas não encontram outro lugar para essas brincadeiras estereotipadas, talvez assim eles possam ter uma tão sonhada “praia de exibicionismo” com práticas bem diferentes da nossa. Naturismo não é exibicionismo, muito pelo contrário, entendemos naturismo como o respeito do homem ao meio ambiente, ao ser humano como um todo e à nudez social.

Essa Praia de Naturismo não deve ser motivo de chacota, pois nós que moramos neste lugar não merecemos ser representados de forma tão leviana. Aliás, nossa Praia de Tambaba é um ambiente FAMILIAR.”

Carla Braga
WSCOM online