Neymar tem ano de estrela e vira esperança de títulos para o Brasil

neymar ano novoNeymar mais uma vez será a esperança brasileira em 2016

Após a goleada do Barcelona por 4 a 0 sobre o Betis, nessa quarta-feira, o atacante Neymar encerrou 2015 com a fama de estrela do futebol mundial consolidada. Prova do sucesso do astro é a indicação ao prêmio Bola de Ouro da Fifa, que escolherá o melhor jogador do mundo no próximo dia 11 de janeiro. A esperança é de que Neymar possa quebrar um jejum de oito anos sem vitórias para atletas canarinhos. A última vez que um brasileiro ganhou o troféu foi em 2007, com Kaká.

Embora o favoritismo ainda seja do argentino Lionel Messi, Neymar tem todas as possibilidades de lutar pelo primeiro lugar devido ao futebol que vem demonstrando com a camisa do Barcelona. O português Cristiano Ronaldo completa o trio de indicados.

Neymar teve um ano brilhante com a camisa blaugrana e foi figura fundamental na conquista da Liga dos Campeões. Além disso, assumiu o comando do time catalão quando Messi se contundiu e foi obrigado a deixar a equipe. A partir da lesão do meia argentino, Neymar foi o líder técnico em campo. Neste período, ele marcou cinco gols, alguns de rara beleza, e proporcionou cinco assistências, sendo responsável direto por 76% dos tentos marcados pelo time dirigido por Luiz Enrique.

Com 250 gols marcados na sua ainda curta carreira profissional, Neymar segue acumulando conquistas. Em eleição promovida pelo prestigiado jornal inglês The Guardian, ficou com a terceira colocação, atrás de Messi e de Cristiano Ronaldo. No ano passado, o atacante brasileiro havia ficado em sétimo, o que evidencia seu progresso nos gramados.

Neymar também foi eleito como o melhor jogador sul-americano em atividade em 2015, superando o uruguaio Luiz Suárez e o colombiano James Rodríguez. Lionel Messi não entrou nessa disputa.

Futuro e esperança

Pretendido por clubes ingleses, como Manchester City e Manchester United, Neymar prefere fazer segredo sobre o futuro, alegando que está negociando sua renovação com o Barcelona, equipe que o tem sob contrato e que não pretende abrir mão do jogador brasileiro. Mesmo assim, há quem acredite que o atacante pode começar a temporada 2015-16 na prestigiada Premier League. Há quem diga que o futebol inglês seria o ideal para o craque se livrar da sombra de Messi e se consagrar como o melhor jogador do mundo.

Para a torcida brasileira, ele é a grande esperança da tão sonhada conquista do inédito ouro olímpico. Como a competição será realizada no Brasil, muitos acreditam que Neymar pode conduzir o time ao lugar mais alto do pódio, missão que não foi concluída por craques como Ronaldo, Romário, Bebeto, Rivaldo e tantos outros. Se o atacante do Barça levar o País à essa conquista histórica, terá escrito, de vez, o seu nome na galeria dos grandes heróis do esporte nacional.

A caminhada de um ídolo

Neymar da Silva Santos Júnior, filho do mecânico Neymar, nasceu na cidade de Mogi das Cruzes, na Região Metropolitana de São Paulo, em 5 de fevereiro de 1992. Em 2003, aos 11 anos, depois de brilhar no futsal e na equipe mirim da Portuguesa Santista, chegou às categorias de base do Santos, de onde só saiu para defender o Barcelona.

Já no ano em que começou na equipe principal, em 2009, foi eleito a revelação do Campeonato Paulista. No ano seguinte, tornou-se o artilheiro da Copa do Brasil, com onze gols, e o melhor jogador do Estadual, finalizando a temporada com 42 tentos em 60 partidas. Com 19 anos, Neymar conquistou o Prêmio de Futebolista Sul-Americano do Ano de 2011, após encerrar na terceira posição na edição anterior.

Também em 2011, foi indicado, pela primeira vez, ao prêmio de Melhor Jogador do Mundo e ficou na décima colocação. No mesmo evento, conquistou o Prêmio Puskás, pelo gol mais bonito da temporada, marcado na derrota do Santos para o Flamengo em uma partida do Campeonato Brasileiro. Neymar foi o principal destaque da conquista da Libertadores pelo Santos, triunfo que o levou a participar do Mundial de Clubes, em que foi derrotado na final por 4 a 0, pelo Barcelona. Apesar disso, teve uma boa atuação e recebeu muitos elogios de Messi.

Neymar se transferiu para o Barcelona após a conquista da Recopa de 2012. Em seu primeiro ano na equipe, o atacante conquistou a Supercopa da Espanha. O reconhecimento internacional veio na temporada 2014-15, com a conquista do Campeonato Espanhol, da Copa do Rei e da Liga dos Campeões.

O craque foi o artilheiro do torneio na temporada, ao lado de Messi e Cristiano Ronaldo, com dez gols cada. Suas atuações o deixaram na quinta colocação no Prêmio UEFA Best Player, atrás somente de seus companheiros de clube Lionel Messi e Suárez, do português Cristiano Ronaldo e do italiano Buffon. No Barcelona, Neymar integra o trio MSN, junto ao argentino e ao uruguaio. O ataque é apontado como o melhor do mundo nos últimos anos.

Neymar fez sua estreia na Seleção na categoria Sub-17. Depois jogou na Sub-20 e foi içado para a equipe principal. Fez sua estreia em 2010, com 18 anos, em um amistoso contra os Estados Unidos, balançando as redes uma vez. Voltou à Sub-20 para se tornar o artilheiro do Campeonato Sul-Americano de 2011, com nove gols, incluindo dois na final, diante dos uruguaios, que garantiram o título.

Neymar foi chamado pelo então treinador Luiz Felipe Scolari para a disputa da Copa das Confederações de 2013 e começou a atuar com a camisa de número 10, sendo escolhido como o melhor jogador do torneio. Ele contribui para a conquista brasileira com um gol na final contra a Espanha.

Na Copa do Mundo de 2014, foi o destaque da Seleção, com quatro gols, até sofrer uma lesão em uma vértebra da coluna no jogo das quartas-de-final, contra a Colômbia, que fez com que ele desfalcasse a equipe pelo restante do torneio. Apesar disso, recebeu a Chuteira de Bronze como o terceiro maior goleador do torneio, e fez parte do “time dos sonhos”, com os onze melhores da competição. Com 43 gols em 62 partidas, se tornou o quinto maior artilheiro da história da Seleção, atrás apenas de Pelé, Ronaldo, Romário e Zico.

Esporte Interativo